Siga-nos!

Sociedade

SBB entrega mil exemplares do Antigo Testamento para o povo Kaingang

Há 35 anos estava sendo entregue os primeiros exemplares no Novo Testamento traduzido para esta etnia.

Avatar

em

Publicidade

No dia 15 de outubro a sede da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) recebeu representantes da tribo indígena Kaingang, originários do Sul do país, para receberem mil exemplares experimentais do “Primeiro falar de Deus Conosco”, nome dado ao Antigo Testamento.

Há 35 anos foram entregues exemplares de a “Palavra de Deus Escrita”, como é conhecido o Novo Testamento na língua Kaingang. Os trabalhos de tradução do Antigo Testamento levaram 17 anos para ficar prontos, precisando de 35 tradutores para completar a obra.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Entre os tradutores que compuseram esta obra está Martin Ka’egso Hery que é filho de missionários alemães. Ka’egso estava presente no evento ao lado de sua esposa, Eipeen, e comentou sobre este projeto da SBB.

O tradutor comenta que muitos dos índios Kaingang falam português, mas que era importante fazer exemplares da Bíblia na língua da tribo. “O português é a segunda língua de grande parte deles, por isso, a Palavra nesse idioma não chega ao coração deles”, disse.

Também estavam presentes na entrega os índios Kugvaj Vitoriano, Nivaldo Vãnfy Lourenço e seu filho, Fernande Fykag Lourenço. “Agora conheceremos todas as promessas de Deus, feitas antes mesmo da vinda de seu filho, Jesus”, disse Nivaldo que ficou bastante emocionado durante a entrega dos exemplares.

Esses exemplares serão analisados pelos índios para assegurar se a publicação tem um texto compreensível, por isso trata-se de exemplares experimentais. Se for necessário serão feitas correções até que o texto esteja completo e possível de ser interpretado pelos nativos.

Publicidade