Siga-nos!

Internacional

Sangue de santo volta a se liquefazer “misteriosamente” na Itália

A comunidade científica acredita que não é um milagre, mas um truque para atrair fiéis

Avatar

em

Publicidade

Nesta quarta-feira (19) o sangue de São Genaro voltou a se liquefazer juntando milhares de pessoas na cidade de Nápoles, na Itália. Duas pequenas ampolas com o sangue do santo católico foram carregadas pelo cardeal Crescenzio Sepe enquanto os fiéis tentavam tocá-las.

O fato é considerado um verdadeiro milagre, um fato que acontece apenas três vezes por ano: 19 setembro, dia de São Genaro; no primeiro final de semana de maio e em 16 de dezembro.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

As datas representam dias memoráveis para os católicos, o primeiro é o dia da morte do religioso, São Genaro foi decapitado no dia 19 de setembro de 305. Não há motivos para que o “milagre” do sangue se liquefazer em maio, mas em 16 de dezembro o fenômeno acontece para lembrar da erupção do vulcão Vesúvio em 1631. O vulcão só se acalmou depois que os fiéis rezaram ao santo.

No restante do ano o sangue fica em estado sólido, levantando a dúvida sobre a veracidade desse milagre na comunidade científica que acredita que as ampolas tenham elementos que transformem o líquido contido nelas em sólidos e depois em líquido novamente.

A astrofísica italiana Margarita Hack é uma das cientistas que não acreditam nesse milagre e há alguns anos tentou explicar o que acontece com o sangue de São Genaro: “Trata-se simplesmente de um composto químico feito a base de ferro, preparado na Idade Média, e que se mantém sólido se não for mexido e assume estado líquido quando agitado”.

Com informações Terra

Publicidade