Siga-nos!

Internacional

Rússia condena testemunha de Jeová a prisão por “extremismo”

Homem de 46 anos foi preso após participar de uma reunião semanas depois que as autoridades russas baniram os TJs do país

em

Dennis Christensen
Dennis Christensen. (Foto: AFP)

Um membro da Testemunhas de Jeová na Rússia foi condenado a seis anos de prisão por “extremismo”, segundo informações dadas pelo porta-voz da instituição religiosa, Yaroslav Sivulskiy, à AFP.

Identificado como Dennis Christensen, 46 anos, o dinamarquês passou por um julgamento em Oriol, cidade pequena localizada a 400 km ao sul de Moscou.

Ele e outros membros da igreja foram detidos em maio de 2017 durante uma cerimônia religiosa que aconteceu semanas após a Rússia proibir os testemunhas de Jeová em seu país.

A denominação lamentou a condenação e declarou que Dennis “é um homem inocente que não cometeu nenhum verdadeiro crime” e prometeu recorrer da decisão.

Publicidade