Siga-nos!

Internacional

Rússia adiciona testemunhas de Jeová em lista de “extremismo” e “terrorismo”

A agência de inteligência russa é responsável pela lista criada com base em informações policiais

em

Testemunhas de Jeová. (Foto: Viktor Talashuk / Unsplash)

A Rússia tomou mais uma medida contra os seguidores das Testemunhas de Jeová, colocando centenas deles na lista de “pessoas envolvidas em extremismo ou terrorismo”, segundo reportagem da Fox News.

Banidos oficialmente do país em 2017, os TJs foram listados negativamente pelo sistema financeiro russo e agora as leis de extremismo estão sendo usadas contra eles.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Claramente, a Rússia efetivamente restabeleceu seu período mais sombrio da história, perseguindo incansavelmente as Testemunhas de Jeová, assim como seus intolerantes predecessores soviéticos”, disse Jarrod Lopes, porta-voz da sede mundial das Testemunhas de Jeová nos Estados Unidos em entrevista à Associated Press.

Mais de 200 testemunhas de Jeová foram adicionadas ao registro, que atualmente contém mais de 9.500 nomes.

Depois que a agência de inteligência financeira da Rússia, Rosfin monitoring, os colocou na lista, centenas de membros foram submetidos a ataques, prisões e processos.

Até agora, 24 membros foram condenados, nove dos quais foram condenados à prisão e mais de 300 estão atualmente sob investigação.

Continua depois da publicidade