Siga-nos!

Mundo Cristão

Ricardo Gondim publica artigo afirmando suas convicções acerca da volta de Cristo

O líder da Betesda explica sua posição sobre a polêmica declaração de que esperar a volta de Cristo é utopia

Avatar

em

O pastor Ricardo Gondim usou seu blog para explicar sua teoria sobre a Volta de Cristo. No artigo “O que penso sobre a volta de Cristo” ele fala sobre o livro que ele indicou aos pastores durante um congresso da Igreja Betesda. Aos pastores ele dizia, baseado na obra “Teologia da Esperança” de Jürgen Moltmann, que a volta de Cristo é uma utopia, mas acreditar nela nos fazer cumprir os mandamento de Deus.

Gondim usa o texto para expor alguns dados sobre a obra escatológica de Moltmann que foi publicado em 1964. Entre o conceito político e religioso da época, o líder da Betesda faz citações de trechos dessas obras.

Leia mais...

“Mas como falar de um futuro que ainda não existe e de acontecimentos vindouros aos quais ninguém ainda assistiu? Não se trataria aí de sonhos, especulações, desejos e temores, todos necessariamente vagos e indefinidos, já que ninguém pode verificá-los?”. Diz um trecho da obra “Teologia da Esperança”.

“No cristianismo, as análises são provisórias. Tudo depende do desenrolar das perspectivas e suas possibilidades futuras. Conceitos teológicos não devem engessar a realidade, mas ampliá-la pela esperança e assim antecipar seu futuro,” escreve o polêmico pastor sobre a escatologia.

Sobre a volta de Cristo ele diz que acredita que Ele voltará, mas que essa afirmação não gera comodismo em sua alma. “Afirmar que Cristo virá de fora (transcendência) significa dizer que a ação humana (imanência) não consertará a história. O Deus que encarnou retornará, de fora da história, trazendo juízo, cura e esperança. Naquele dia, o horizonte utópico se desfará e entenderemos o porquê de toda a mobilização que nos incentivou a trabalhar pelo Reino.”

Encerrando o texto ele ainda acrescenta que a “Profecia [sobre a volta de Cristo] é incentivo, nunca entorpecimento.”

Leia o artigo na íntegra aqui

Fonte: Gospel Prime

 

Continue lendo