Siga-nos!

Internacional

PT, CUT e MST assinam manifesto em defesa de Nicolás Maduro

Texto critica EUA e Jair Bolsonaro por “declarações intervencionistas”

Avatar

Publicado

em

Nicolás Maduro
Nicolás Maduro. (Foto: Luis Robayo / AFP)
Publicidade


O Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Comunista do Brasileiro (PCB), pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) assinaram na última sexta-feira (22) um manifesto em defesa de Nicolás Maduro.

O documento entitulado “Manifesto pela Paz na Venezuela”, critica a ação dos Estados Unidos no país e as declarações feitas pelo presidente brasileiro Jair Messias Bolsonaro que está apoiando o presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

Publicidade

Leia mais...

“Denunciamos a intervenção imperialista dos Estados Unidos, com o bloqueio econômico e sequestro de bilhões de dólares que estão nos bancos americanos. Repudiamos a ameaça de intervenção militar na Venezuela. Repudiamos as declarações intervencionistas do presidente Jair Bolsonaro e seu chanceler Ernesto Araújo, que rompem com a tradição diplomática brasileira em busca da paz, diálogo e integração regional”, afirma o texto lido em Boa Vista (PR).

As entidades que assinam o documento afirmam que deve-se dialogar com Nicolás Maduro para resolver a situação política e financeira do país. “Diante desta situação, defendemos todas as iniciativas de diálogo e de paz que respeitem a soberania e a autodeterminação dos povos”, diz.

Publicidade

A narrativa dos signatários do manifesto é que os Estados Unidos estariam interessados no petróleo da Venezuela e que os países não deveriam se envolver em uma questão interna. “Se os venezuelanos têm problemas políticos, que o povo venezuelano resolva, e não os brasileiros a mando dos EUA”, afirma.




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


Comente!
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending