Siga-nos!

Internacional

Só acordarão quando mísseis iranianos caírem em solo europeu, diz Netanyahu

Regime islâmico já teria quebrado acordo e estaria enriquecendo urânio acima do permitido.

Michael Caceres

em

Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu. (Foto: Reprodução / CBN)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, criticou a União Europeia (UE) por tentar salvar o acordo nuclear violado pelo Irã. O premiê alertou o fato de alguns países ainda não terem se dado conta de que o regime islâmico representa um risco para a paz mundial.

Netanyahu publicou um vídeo o Twitter, nesta segunda-feira (15), onde afirma: “Parece que há alguns na Europa que só acordarão quando os mísseis iranianos caírem em solo europeu, então será tarde demais”.

O alerta foi dado após ministros de Relações Exteriores dos países membros da UE terem declarado que estão dispostos a salvar o acordo assinado em 2015 sobre o programa nuclear iraniano. Segundo a agência AFP, eles se reuniram em Bruxelas para tratar do tema.

Teerã anunciou no início de julho que estaria começando a enriquecer urânio acima do permitido no acordo, decisão classificada como “muito perigosa” por Netanyahu. A declaração do regime se deu após tensões com os Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já sinalizou o desejo de manter o que chama de “máxima pressão” contra o Irã. Eles procuram um meio de refazer um acordo justo, onde o regime islâmico desistiria totalmente do enriquecimento de urânio.

Publicidade