Siga-nos!

Sociedade

Minha missão é pregar o evangelho e não julgar, diz bispa Sônia sobre homossexualismo

A líder da Renascer afirma que sua igreja é aberta a todos e que o homossexualismo não pode ser chamado de doença.

em

Em entrevista à Folha de São Paulo a bispa Sônia Hernandes, da Igreja Renascer, falou sobre os mais variados assuntos. Desde seus lutadores favoritos do UFC, até sobre os figurinos que usa nos cultos e na apresentação do programa De Bem com a Vida, na Rede Gospel de Televisão.

Na direção da 21ª Marcha para Jesus da cidade de São Paulo, evento que acontece no próximo sábado (29), Sonia afirmou que espera “milhões” de pessoas que acompanharão os trios elétricos que sairão do metrô Luz às 10h e seguirão para a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira onde acontecerão diversos shows evangélicos.

“A cidade precisa ser mais evangelizada”, disse. Ao lado de seu esposo, apóstolo Estevam Hernandes, Sonia comanda a Igreja Renascer em Cristo que conta com mais de 800 templos espalhados pelo Brasil e o mundo.

No dia que ela foi entrevistada pela reportagem da Folha a Comissão de Direitos Humanos e Minorias havia aprovado o projeto de decreto legislativo 234/2011 chamado pejorativamente de ‘cura gay’. Ao ser questionada sobre o tema, Sonia Hernandes afirmou que não chama o homossexualismo de doença e que sua igreja é aberta a todos.

“A igreja é aberta. Jesus veio para os doentes. Quero nem falar que é doença. Se falar doença comportamental, então mulher que toma bola pra emagrecer também é”, disse.

Para não se estender no assunto, a líder do grupo de louvor Renascer Praise afirmou que sua missão “é pregar o evangelho, não é julgar”.