Siga-nos!

Opinião

Por que Gilmar Mendes critica tanto a Lava Jato?

Nunca vi ninguém se mobilizando para defender nas ruas o STF

Maycson Rodrigues

em

Gilmar Mendes. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

Que o ministro do STF é adepto da “doutrina laxativa” – a que solta tudo e todos – todos já sabemos. Agora, o que não sabemos é se Gilmar Mendes verdadeiramente apóia a Lava Jato e o combate maciço à corrupção no país. Isso não está muito claro.

Por que soltar duras críticas ao ex-juiz e ao promotor que são responsáveis pela maior operação anticorrupção do Brasil após uma publicação chantagista de um site militante da esquerda internacional? Ele realmente achou que o combate à corrupção no Brasil se daria de forma perfeita segundo a “letra e o rito da Lei”?

Com isso não quero justificar nenhum excesso que ambos acusados pelo jornal panfletário “The Intercept” possam ter cometido.

Porém, eu prefiro um juiz se excedendo na sua prática profissional para frear o avanço de uma quadrilha – onde já está mais do que provado nos autos e nas condenações em diversas instâncias que existe e roubou bilhões do povo, principalmente do mais pobre – do que viver num país que sempre respeita os processos e, por consequência, mantém os corruptos legislando e governando a nação, conduzindo-a para uma condição de “Nova Venezuela”.

Fico pensando que, talvez, o ministro não tenha a simpatia da Lava Jato porque justamente a mesma é eficiente para prender quem tem que ser preso e absolver quem deve ser absolvido – diferente de outras instituições do judiciário nacional.

Sempre soará estranho quando alguém tão poderoso dá uma entrevista de forma tão apressada considerando o cenário político atual.

Não se sabe ainda o que mais poderá ser publicado; logo, para pessoas tão importantes à nossa democracia como é o doutor Mendes, qualquer declaração neste momento precisa ser acompanhada de muita cautela e sobriedade; porque, senão, dará margem para diversas conclusões interpretativas por parte do leitor comum e até mesmo dos profissionais do jornalismo e do direito.

O povo apóia tanto a Lava Jato que já foi às ruas em defesa desta operação. No entanto, nunca vi ninguém se mobilizando para defender nas ruas o STF. O teste do estádio – que o presidente e o Sérgio Moro encararam e se saíram super bem na última quarta-feira (12) – deveria ser o próximo passo para que pudéssemos ver até que ponto devemos prestar atenção naquilo que uma autoridade tem a dizer.

E a verdade é simples: às vezes, certas pessoas perdem o direito à fala porque suas atitudes demovem do nosso coração o desejo de ouvi-las.

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes e dos homens da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ) e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.

Publicidade