Siga-nos!

vida cristã

Pesquisa mostra impacto da covid-19 para os cristãos praticantes

Um relatório da Barna compara a satisfação de adultos americanos contra os cristãos praticantes e suas experiências durante a pandemia.

Avatar

em

Igreja na Dinamarca
Igreja na Dinamarca (Foto: Diana Polekhina/Unsplash)

O grupo de pesquisas Barna publicou um artigo em 18 de março, sobre cultura e mídia da do cristianismo, mostrando os impactos que a covid-19 teve sobre os cristãos praticantes dentro das igrejas.

A análise foi feita nos últimos 12 meses, desde que os EUA decretou estado de emergência frente a crise do coronavírus e as igrejas se juntaram às consequências preocupantes.

O grupo ressaltou que as igrejas devem se preparar para continuar a atender os cultos online, e manter o ministério de forma híbrida em 2021

Os adultos na pesquisa são considerados residentes dos EUA com 18 anos ou mais, os cristãos praticantes são considerados adultos que se identificam como cristãos, vão na igreja ao menos uma vez ao mês e concordam que a fé é importante.

Os dados recolhidos pela organização evidenciaram que os cristãos praticantes eram mais propensos a ter níveis de satisfação mais alto na vida social, mas mesmo assim houve um impacto negativo em suas vidas apontando 42% de insatisfação.

Todos os adultos dos EUA demonstram 12% de satisfação em sua vida social durante a pandemia, contra 21% de cristãos adultos praticantes satisfeitos.

Eventos cancelados em decorrência da pandemia

Um dos motivos que a pandemia afetou a vida social dos adultos americanos foi por causa dos cancelamentos de reuniões e eventos importantes.

57% de adultos dos EUA disse que a pandemia cancelou eventos importantes que estavam esperando, enquanto 62% dos cristãos praticantes afirmaram a mesma coisa, evidenciando que os fiéis foram mais afetados nesse quesito.

O trabalho em casa também aumentou durante a pandemia, metade dos americanos entrevistados relataram que trabalharam em casa em alguma função durante a crise do ano passado.

Em outubro de 2020, os dados de pesquisa da Barna apontaram que 46% dos adultos americanos contra 39% dos cristãos praticantes afirmaram estar satisfeitos com o equilíbrio da vida pessoal com o trabalho igual estavam antes da pandemia.

Os cristãos praticantes apresentaram mais satisfação com a sua vida profissional do que os adultos americanos, 35% contra 22%.

Outros impactos da pandemia na vida dos cristãos

O estudo evidenciou que após a covid-19, 14% dos americanos perderam o emprego por causa da crise, enquanto apenas 7% dos cristãos protestantes ficaram desempregados.

Sobre a ansiedade moderada a alta durante a pandemia, 65% dos adultos americanos responderam ter evidenciado, por outro lado 62% dos cristãos praticantes também ficaram ansiosos.

25% dos cristãos praticantes afirmaram que estavam mais satisfeitos com a sua saúde mental e emocional e o bem-estar durante a crise da covid, por outro lado apenas 15% dos adultos americanos se sentem mais satisfeitos.

As igrejas continuam trabalhando para oferecer os melhores serviços para os seus fiéis, 63% dos adultos que as frequentam acreditam que os recursos digitais devem continuar mesmo depois que a pandemia acabar, relatou Barna.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending