Siga-nos!

Política

Pastor é investigado por apoiar Bolsonaro durante culto

Procurador Eleitoral da Paraíba diz que Estevam Fernandes usou igreja como “palanque eleitoral”

em

O pastor Estevam Fernandes, 1ª Igreja Batista de João Pessoa, será investigado pelo Ministério Público Federal na Paraíba. Uma portaria, assinada pelo procurador regional eleitoral, Victor Carvalho Veggi, foi publicada na edição eletrônica desta quarta-feira (26) do Diário Oficial do Órgão.

A acusação é que líder evangélico teria utilizado o culto como “palanque eleitoral” visando pedir votos para o presidenciável. O vídeo com a fala do pastor foi compartilhado milhares de vezes nas redes sociais e chamou atenção do procurador.

A portaria pede que seja instaurado um “procedimento eleitoral” para investigar possíveis irregularidades cometidas pelo pastor, que tem 5 dias para se manifestar.

No vídeo, Fernandes dá um testemunho pessoal de seu encontro com Jair Bolsonaro, Marina Silva e Geraldo Alckmin durante uma ‘sabatina’ que reuniu mais de 100 pastores em Belo Horizonte. O líder batista manifestou-se sobre a necessidade de defesa dos “valores cristãos” e citou que seu apoio ao presidenciável do PSL se justifica pelas suas posições claras sobre temas morais.

Lembrando que os evangélicos, como cidadãos, têm responsabilidade cívicas, destacou: “Não vamos mudar o país só criticando as Câmaras, o Congresso. E um dos posicionamentos é saber em que votar”. Com informações de PB Agora

Assista ao vídeo que gerou o pedido de investigação:

  • Estudos Bíblicos 1 dia atrás

    Especialista em pregação bíblica ensina elaborar sermões impactantes em 30 dias