Siga-nos!

Mundo Cristão

Pastor arrisca a vida para salvar pessoas de incêndio que destrói a Califórnia

Templo ficou em pé, embora fogo tenha queimado tudo ao seu redor

Publicado

em

Camp Fire
Publicidade

O pastor Doug Crowder, da Igreja Batista Magalia Pines, no norte da Califórnia, arriscou sua vida para salvar dezenas de pessoas que estavam desesperadas por causa do grande incêndio que está destruindo o Estado.

Apelidado de Camp Fire, é o incêndio mais letal na história da Califórnia e o pior desastre natural da região. Crowder conta sobre os momentos dramáticos que ele viveu junto de um pequeno grupo de membros de sua igreja.

O pastor conseguiu salvar 30 moradores, além de quatro membros de sua igreja. Todos foram abrigados no templo. Ele descreveu a cena ao site de notícias da Convenção Batista do Sul, afirmando que conseguiram “escapar do inferno”.

Os bombeiros conseguiram chegar até o local para resgatá-los. Em seguida, foi como se houvesse uma explosão na estrada e o fogo se espalhou por toda parte. Aterrorizados porque não havia como fugir, o grupo retornou ao prédio da igreja e passou a orar pedindo socorro a Deus.

Apesar da fúria dos incêndios florestais, que destruíram tudo na região, o prédio da igreja permaneceu intacto. O grupo abrigado em seu interior suportou a noite toda sem sofrer nenhum dano. O templo permaneceu em pé embora quase toda a cidade de 27 mil habitantes tenha sido queimada.

Publicidade

A Associação Batista local relatou que pelo menos três pastores da região perderam suas casas no incêndio, incluindo Crowder. O pastor destacou que havia preparado um sermão para dia 11 de novembro sobre “Fazer algo pelo nosso próximo”.  “Eu não consegui pregá-lo”, destaca, “mas nós conseguimos que vivê-lo.”

O líder batista acredita que, com o tempo, a comunidade vai “se levantar das cinzas” e iniciar o processo de reconstrução. Aquela igreja provavelmente se tornará um símbolo de fé e de esperança.

Até agora, as notícias indicam que o incêndio já queimou 125 mil hectares. Mais de 50 mil moradores da área estão sob ordem de evacuação e mais de 15 mil estruturas foram listadas como ameaçadas pelo incêndio. O número de mortos já passa de 40 e cerca de 200 pessoas permanecem desaparecidas.

Trending