Siga-nos!

Sociedade

Pastor que pregava contra Assembleia de Deus é condenado por intolerância religiosa

Eles usam a internet para falar contra pais de santos, judeus e homossexuais.

em

A juíza Ana Luiza Mayon Nogueira, da 20ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou um pastor e um discípulo da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo por intolerância religiosa.

O pastor Tupirani da Hora Lores e o discípulo Afonso Henrique Alves Lobato usavam blogs para pregar contra judeus, associavam a figura de pais santo a homossexuais menosprezando ambos e também pregavam o fim da igreja Assembleia de Deus.

Ao ser interrogado o discípulo admitiu os crimes dizendo que por seguir a Cristo deve acusar todos os outros conceitos que são contrários ao Evangelho. Ele disse também que não existe pai de santo que seja heterossexual e que o homossexualismo é possessão demoníaca.

As demonstrações de intolerância não foram omitidas durante o interrogatório, Lobato afirmou diante das autoridades que uma pessoa que está possuída por demônios não merece confiança e que por isso ele discrimina todas as religiões.

O processo de número 2009.001.153992-2 teve como sentença penas restritivas, Tupirani terá que prestar serviço à comunidade e pagar dez salários mínimos em favor de uma entidade beneficente. Afonso Henrique foi condenado a prestar serviço à comunidade e limitação de fim de semana.

Com informações JusBrasil

Publicidade