Siga-nos!

mundo

Pastor pede para americanos iniciarem batalha espiritual pelo destino dos EUA

Dutch Sheets é líder de oração nos EUA e acredita que cristãos devem se posicionar pela verdade.

em

Dutch Sheets
Dutch Sheets (Foto: Reprodução/YouTube)

Depois que muitos líderes evangélicos dos Estados Unidos se levantaram afirmando, profeticamente, que o presidente Donald Trump será reeleito, apesar da projeção de vitória do democrata Joe Biden, o pastor Dutch Sheets tem levantado um clamor em favor do país, enquanto algumas igrejas já avaliam que as profecias foram falsas.

Sheets é líder de oração nos EUA e tem liderado reuniões de oração sobre o destino da América com milhões de pessoas em todo o país. Ele viajou no dia da eleição para passar um tempo reservado em oração pelo país, seguindo o que afirma ter sido um direcionamento de Deus.

Depois de sentir a ordem de retornar, ele foi impelido a iniciar um movimento de oração em favor do destino do país, já que as eleições americanas continuam em um impasse sobre quem ocupará um lugar na Casa Branca. O presidente Donald Trump não reconhece os resultados.

Para a CBN News, ele afirmou que escolheu estar em Allegheny por acreditar que aquele lugar tem um significado profético. “Eu acredito que não é o próprio Allegheny, mas esta região. Existem quatro correntes de rio que vão daqui em quatro direções, assim como no Éden, para a nação”, disse.

“E eu acho que Ele pintou um quadro literal com a terra do que Ele pretendia fazer da Pensilvânia quando Ele deu à luz esta nação da Pensilvânia. William Penn disse ‘que seja a semente de uma nação, Deus.’ E Deus honrou essa oração. Este se tornou o berço da nação”, disse.

O pastor afirmou que  existe uma “magem profética da água indo daqui para a nação, levando o que nasceu neste estado – vamos explorar isso”. A declaração foi dada no Tabernáculo do Evangelho de Coudersport, que também teve transmissão online e alcançou milhões.

De acordo com o pastor, é preciso lutar pela verdade, os líderes devem se certificar de que foi uma votação justa e de que não foi uma eleição desonesta. Sua avaliação é de que alguns cristãos acreditam que “não vale a pena” lutar pela verdade, mas que essa não seria a vontade de Deus.

“Por que não queremos lutar pela verdade?” Sheets perguntou sobre os esforços para determinar se houve ou não trapaça nesta eleição. “Vamos nos certificar de que foi um voto justo. Vamos nos certificar de que não foi um voto pecaminoso, que não foi desonesto. Alguns cristãos dizem: ‘vamos esquecer isso, vamos embora; não vale a pena.’ Você está brincando comigo? Por que Deus diria ‘apenas aceite o pecado’?”, disse.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending