Siga-nos!

Internacional

Pastor é condenado à prisão por distribuir livros sobre o Evangelho na China

O Partido Comunista segue perseguindo igrejas cristãs

em

Elder Qin Defu e família. (Foto: China AID)

Um pastor chinês foi condenado à prisão na última semana acusado de “operações comerciais ilegais” relacionadas ao comércio de livros cristãos que eram usados pela igreja.

Identificado como Elder Qin Defu, da Early Rain Covenant Church, o religioso é mais um exemplo da perseguição a cristãos feita pelo Partido Comunista da China.

De acordo com informações do ChinaAid, a família ouviu das autoridades que, se eles aceitassem ajuda de um advogado do próprio governo, o pastor seria liberado. Mas isso não aconteceu.

“O irmão Qin foi condenado a quatro anos de prisão por ‘operações de negócios ilegais’. A polícia descumpriu a sua promessa anterior à sua família de que, se eles aceitassem um advogado nomeado pelo governo, eles iriam passar pelas formalidades, então ele seria liberado”, diz uma publicação feita nas redes sociais da igreja.

As acusações se referem aos 20.000 livros que a igreja mantinha, muitos deles eram pequenos livros sobre o Evangelho. Entre eles um com o título “Boas Novas que Você Não Quer Ouvir”.

Em dezembro passado, Yi e mais de 100 membros da igreja foram presos. Enquanto muitos foram libertados, o pastor foi acusado de “incitar a subverter o poder do Estado” e foi levado para um local não revelado até que fosse julgado.

  • Estudos Bíblicos 1 dia atrás

    Especialista em pregação bíblica ensina elaborar sermões impactantes em 30 dias