Siga-nos!

Internacional

Pastor é assassinado por guerrilha comunista por se opôr ao tráfico, na Colômbia

Muitos cristãos da área decidiram fugir com suas famílias, embora a maioria que permaneceu espera a intervenção do governo

Avatar

Publicado

em

Publicidade


Em 9 de fevereiro, o pastor Leider Molina, de 24 anos, foi assassinado com cinco tiros quando saía da igreja, após pregar, no município de Caucasia, região rural no estado de Antioquia, na Colômbia.

Solteiro, ele era conhecido na comunidade como uma pessoa dedicada integralmente a pregar a palavra de Deus. Segundo testemunhas, ele foi executado por ter se manifestado contra o tráfico de drogas na região, controlado por guerrilheiros comunistas que anteriormente faziam parte das FARC.

Publicidade

Leia mais...

Molina exercia seu ministério na mesma região em que o pastor Galarza também foi morto, em setembro de 2018, em frente à sua família.

Muitos cristãos da área decidiram fugir com suas famílias, embora a maioria que permaneceu espera a intervenção do governo. Apesar das constantes ameaças de morte, os pastores e líderes cristãos de Antioquia continuam seu trabalho evangelístico.

Publicidade

Os grupos armados que disputam o controle das rotas de tráfico de drogas e a propriedade de colheitas ilícitas tem gerado uma escalada na violência nos últimos quatro meses.

Os membros dos cartéis veem a igreja como um inimigo a ser eliminado, pois, devido à ação e pregação corajosa de pastores e líderes, muitos jovens têm saído do conflito armado e da ilegalidade.

Nos lugares onde a igreja tem uma forte influência, os usuários de drogas estão abandonando o crime e o uso de drogas.




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


Comente!

Publicidade





    Publicidade
    Publicidade

    Trending