Siga-nos!

Mundo Cristão

Pastor diz que doenças emocionais desta geração decorrem da “ausência dos pais”

Louie Giglio também falou sobre suicídio e muitos jovens presentes confirmaram que tinham planos de se matar

Publicado

em



O pastor Louie Giglio participou da Conferência Passion 2019, trazendo uma mensagem de alerta sobre esta geração ser atormentada pela ausência de seus pais, pelo divórcio cada vez mais comum e pela ansiedade provocada pelo uso excessivo dos smartphones.

Milhares de pessoas lotaram o auditório na primeira noite da conferência realizada em Dallas, Texas (EUA), ouvindo atentamente os dizeres do líder religioso.

Giglio deu dados sobre a geração atual, chamada de  “Z”, caracterizada por pais ausentes, situação essa agravada por conta dos divórcios. Além isso, o pastor destacou que o lançamento do iPhone, em 2007, contribuiu para o consumo excessivo de informações que tem deixado aos jovens doente de ansiedade.

“Há uma questão familiar no mundo e a questão do telefone. Você não teve nada a ver com isso, mas ainda assim essas duas coisas têm muito a ver com você”, disse o pastor aos jovens presentes.

“O resultado de tudo isso é que estamos todos vivendo em um mundo de ansiedade extrema. A depressão está acima dos padrões”, continuou Giglio ao pontuar que a expectativa de vida no país diminuiu pela primeira vez em 60 anos devido ao aumento do suicídio. Para o líder evangélico, as igrejas deveriam estar mais atentas a isso e abordarem o tema.

Durante sua mensagem, apresentou então Deus como “pai perfeito” e falou que há um plano divino para cada pessoa. Em determinado momento, recebeu a revelação de que alguém naquela conferência havia planejado se matar, chegando a escrever uma carta aos seus familiares para se despedir.

O pastor pediu a todos que baixassem suas cabeças e ministrou para aquela pessoa que ela não estava sozinha, pedindo então para que a pessoa levantasse sua mão no meio daquela multidão para receber uma oração.

Entre as 4.000 pessoas que participavam daquele culto, cerca de 100 a 200 jovens levantaram as mãos confirmando que fizeram planos para se matar.

No dia seguinte, o pastor recebeu a mensagem de uma jovem dizendo que aquela palavra o fez desistir do plano de suicídio. Ela era exatamente a pessoa que vira na visão.

 



Publicidade
Publicidade