Siga-nos!

Mundo Cristão

Pastor compara ofertas na igreja com bolsa de valores

Ele pede ofertas nos valores acima de 100 dólares, dizendo que notas de 1 dólar não devem circular nas igrejas

em

A pregação dos dízimos e ofertas gera muita polêmica no meio evangélico e também no secular, já que muitas pessoas desconfiam da petição, muitas vezes exagerada, de dinheiro. No ar desde dezembro de 2010 um vídeo postado no Youtube tem revoltado quem assiste, pois nele aparece um pastor orientando os fiéis a darem mais de 100 dólares como oferta.

Se baseando no texto de 2 Coríntios 9:6 e 7, ele pede dinheiro, dando exemplo de cristãos que tem dinheiro na carteira, mas na hora da oferta tira as notas de menores valores. O texto diz que quem semeia pouco, colhe pouco e quem semeia com abundância da mesma forma colherá. Diante disso, o religioso que não tem o nome descrito no vídeo, pede para que os membros ofertem com alegria, pois receberão bênçãos em trocas.

Enquanto os diáconos distribuem os envelopes, o pastor faz um aviso para quem entrega apenas uma nota de um dólar. “Você precisa prestar atenção antes mesmo de escrever ou pegar essa nota de um dólar. Tenha vergonha de ti mesmo. Nota de um dólar não pode circular nas igrejas, tem que ser de 100 pra cima, de preferência de 200 dólares”.

O culto provavelmente realizado em uma igreja brasileira nos Estados Unidos tem a hora da oferta como um momento importante, no início do vídeo o pastor já diz que não falará do dízimo, pois todo crente deve ter consciência dessa lei. Mas ao falar da oferta ele explica que assim como na bolsa de valores ao ofertar o cristão estão investindo em algo que receberá de volta.

“Deus ama quem dá com alegria, porque ele conhece o princípio de que aquele que semeia, colhe”, disse ele garantindo que todos os que têm semeado alegremente tem recebido prosperidade.

Assista

[youtube code=”j5n5iDN3zkM”]

Publicidade