Siga-nos!

Mundo Cristão

Papa diz que juízes precisam ser isentos

Líder católico diz que magistrados devem seguir o exemplo de Jesus Cristo; usuários do Twitter relacionaram mensagem a Sergio Moro

Michael Caceres

em

Papa Francisco. (Foto: Vatican Media/Handout via Reuters)

Em vídeo publicado no Twitter nesta quinta-feira (4), o papa Francisco falou sobre a importância da isenção dos juízes em relação as suas decisões. “Os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade”, afirmou o papa no microblog.

O pontífice também afirmou que os magistrados devem ser “isentos de favoritismos e das pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar”.

Leia mais...

“Rezemos para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”, completa Francisco.

A mensagem compartilhada pelo líder da Igreja Católica foi interpretada por partidos de esquerda, que defendem a liberdade do ex-presidente Lula, como uma mensagem ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Marcelo Freixo, deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro, usou o Twitter para direcionar a mensagem de Francisco ao ex-juiz. “Recado do Papa Francisco para você Sergio Moro”, escreveu o político.

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente nacional do seu partido, tratou de usar a mensagem para defender Lula:  “No momento em que o mundo se depara com as injustiças cometidas contra o presidente Lula, o Papa Francisco nos lembra como devem atuar os juízes: com imparcialidade e jamais negociando a verdade”.

Continue lendo