Siga-nos!

mundo

Papa admite “vergonha” pelo passado violento dos cristãos

Essa é a primeira vez que ele reconhece o erro da Igreja na época das Cruzadas

em

Durante o culto ecumênico que aconteceu nesta quinta-feira na Basílica de Assis, na Itália, o Papa Bento XVI reconheceu “com grande vergonha” que o cristianismo errou ao usar a violência em nome de Deus.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O pronunciamento aconteceu no evento que marca o 25º aniversário do Dia Mundial da Oração pela Paz, evento que dessa vez reuniu 300 líderes de várias religiões como cristãos, judeus, muçulmanos, hindus, zoroastristas, taoistas, xintoístas, budistas e até mesmo representantes de grupos ateus.

“Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso [a violência] foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza”, disse o papa se referindo as Cruzadas e o uso da força para difundir a fé no Novo Mundo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Se referindo aos campos de concentração da II Guerra Mundial, Bento XVI exemplificou as consequências do que a ausência de Deus pode trazer e também condenou o terrorismo dizendo que negar a Deus pode gerar “Reconhecemos isso com grande vergonha. Mas está muito claro que isso foi um abuso da fé cristã, algo que evidentemente contradiz sua verdadeira natureza”.

Com informações VEJA

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending