Siga-nos!

Política

Palocci afirma que Lula desviou recursos do pré-sal para campanhas eleitorais

Ex-presidente era responsável por gerir recursos ilícitos, segundo delator.

em

Luiz Inácio Lula da Silva e Antonio Palocci. (Foto: Eraldo Peres / AP)

A Justiça Federal do Paraná retirou, na última sexta-feira (23) o sigilo de parte da delação premiada de Antonio Palocci, ex-ministro dos governos Lula e Dilma.

O ex-ministro afirmou que Lula via na exploração do pré-sal uma oportunidade não só para o desenvolvimento do país, mas também uma forma de financiar campanhas eleitorais.

Segundo a delação, o ex-presidente tinha como objetivo garantir a eleição de sua sucessora, Dilma Rousseff, através dos recursos.

Ainda de acordo com Palocci, Lula também queria utilizar os recursos para alcançar objetivos políticos pessoais, sendo que ele mesmo geria o projeto político.

Palocci diz que se reuniu no Palácio do Alvorada com Lula, Dilma e o ex-presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, que foi incumbido de encomendar a construção de 40 sondas para explorar o petróleo.

O ex-presidente Lula era encarregado de fazer a gestão dos recursos ilícitos que seriam gerados, orientando como esses recursos seriam empregados na campanha.

Publicidade