Siga-nos!

Sociedade

Palestina inaugura “embaixada-mesquita” no Brasil

Prédio é uma “miniatura” da mesquita Domo da Rocha, no Monte do Templo.

Avatar

Publicado

em

Embaixada Mesquita Palestina
Publicidade


Sem muita atenção da mídia, foi inaugurada no início do mês em Brasília a nova embaixada do Estado da Palestina. A informação foi comemorada no site do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

“De acordo com a praxe seguida desde a fundação de Brasília, o Governo brasileiro doou área para a construção da Embaixada palestina em 2010. Em reciprocidade, recebeu doação, em 2015, de terreno para uso do Brasil em Ramalá”, diz o site do Itamaray.

Publicidade

Leia mais...

O prédio no lote 46 do Setor de Embaixadas Norte da Capital Federal é ocupado pelo embaixador do Estado da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, e sua equipe.

A inauguração do local possui dois aspectos distintos, mas que revelam-se uma provocação direta a Israel. O primeiro deles é o fato de estar em curso um imbróglio diplomático, que não deve ser solucionado a curto prazo.

Publicidade

O governo Dilma rejeitou a indicação de Dani Dayan para ocupar o cargo de embaixador em Brasília em meados de 2015. O motivo seria o histórico de Dayan como líder dos assentamentos israelenses construídos em territórios em disputa com os palestinos.

Israel acabou retirando a indicação de Dayan e Benjamin Netanyahu avisou que não cederia e optou por não indicar outro nome. Sendo assim, não há um embaixador de Israel no Brasil.

O segundo aspecto é mais sutil, embora não menos preocupante. Envolve a questão simbólica da embaixada palestina. Trata-se da primeira construção do tipo no Ocidente. O edifício octogonal traz no seu topo um pequeno domo dourado.

Publicidade

Os que estão familiarizados com Jerusalém imediatamente percebem que é uma “miniatura” da mesquita Domo da Rocha, no Monte do Templo. Na prática, comunica que a Palestina, que não é uma nação reconhecida oficialmente pela ONU, tem como capital Jerusalém.

Atualmente, o Brasil não reconhece Jerusalém como a capital do Estado judeu.

Desde sua vitória na Guerra dos Seis Dias (1967), Israel reivindica Jerusalém como sua a capital “histórica e indivisível”. Os palestinos consideram a parte oriental da cidade como “território ocupado” e objeto de disputa.

O site Breaking Israel News (BIN), que analisa profecias bíblicas, faz uma avaliação preocupante. “A nova Embaixada da Palestina no Brasil é inconfundível pelo que representa, exibindo abertamente uma mensagem sinistra e ameaçadora para o mundo”.

Embora a Autoridade Palestina tenha 96 representações diplomáticas e consulares no exterior, a edificação em solo brasileiro é a única que tem um prédio em forma de mesquita. Como lembra o BIN, “uma batalha que tem não meramente implicações políticas, mas espirituais e bíblicas também”.

Relações do PT com a Palestina

O Brasil reconheceu em 2010 o Estado da Palestina pelas fronteiras delimitadas em 1967, se tornando o primeiro a país das Américas a receber uma representação diplomática palestina.

Em 2004, foi aberto o Escritório de Representação do Brasil em Ramalá. A partir do reconhecimento, pelo Brasil, do Estado da Palestina (dezembro de 2010), a Delegação Especial passou a denominar-se Embaixada da Palestina.

Publicidade

Em 2007, o Brasil doou US$ 10 milhões para ‘atividades humanitárias’ na Palestina. Em 2009, doou mais US$ 10 milhões para a reconstrução de Gaza. Os países do IBAS também doaram conjuntamente US$ 3 milhões à Palestina, montante investido nas áreas de saúde, educação, agricultura e assistência a refugiados.

Mais recentemente, o Brasil doou 11,5 mil toneladas de arroz à UNRWA, agência das Nações Unidas que apoia palestinos.

Em dezembro de 2010, o Brasil reconheceu o Estado da Palestina nas fronteiras de 1967 – iniciativa que foi seguida por quase todos os países sul-americanos. O Brasil apoiou e copatrocinou a Resolução 67/19 da ONU, que elevou o status da Palestina a Estado observador não membro das Nações Unidas.




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


5 Comentários
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending