Siga-nos!

Opinião

Ou você é um missionário, ou é um impostor

Missão é um aspecto da vida cristã, parte daquilo que somos em Cristo.

Abner Ferreira

em

Homem com a mão levantada em oração (Foto: Luis Quintero/Pexels)

O “ide” de Jesus Cristo (Marcos 16.15) é uma ordenança insubstituível na vida do cristão, daqueles que se identificam como discípulos. Pois somente através da pregação do Evangelho e anuncio das Boas Novas é que outras pessoas podem ser alcançadas.

Essa é uma missão a ser realizada aqui na Terra, enquanto estivermos como peregrinos neste planeta. O que torna a tarefa desafiadora e indispensável.

Particularmente tenho um amor muito grande por missões – principalmente estrangeiras. Vejo com certo entusiasmo o desafio de levar a outra cultura a Palavra de Deus.

Neste sentido, acredito que qualquer pessoa que se diga cristã, mas que despreze a missão, na verdade é uma impostara. Parece uma palavra dura de dizer, porém necessária.

Em nossos tempos há muitas pessoas vivendo o bônus do Evangelho. Diversos que se declaram cristãos, evangélicos, mas que não querem trazer outras pessoas para o conhecimento da verdade.

Algumas destas pessoas parecem ignorar o fato de que só chegamos aonde chegamos, graças ao avanço da missão em nosso país. Do contrário, não teríamos tantos templos e oportunidades.

Um exemplo disso é a Igreja Assembleia de Deus, histórica pelo tempo, mas contemporânea pela evangelização. Foi através de dois missionários suecos, Gunnar Vingren e Daniel Berg, que essa denominação nasceu no Brasil.

Há alguns anos o conceito de missão era outro. Havia o entendimento equivocado de que esse trabalho envolvia apenas pessoas com “chamado”.

No geral, os fiéis eram incentivados a oração, contribuição e envio de missionários. Agora, entendemos que esse é um aspecto da vida cristã, parte daquilo que passamos a ser quando aceitamos a Cristo.

Todos nós, sem exceção, passamos a ser confrontados com a necessidade de compartilhar a Palavra de Deus. Cada cristão passa a ter de cumprir essa ordenança como parte de sua nova vida em Jesus. Isso abrange tudo em nós!

Como diz a Palavra: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém” (Mateus 28.19,20).

Por isso, temos desenvolvido um trabalho missionário sem precedentes. Além da atuação no país, com missões locais, também temos missões transculturais, como na África, onde estamos construindo um centro de treinamentos.

Nossa intenção é cumprir fielmente o “ide”. Atendendo as necessidades levantadas em Romanos 10.14, que diz: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?”.

Portanto, conclamo aos leitores a se conscientizarem da importância desta tarefa, tomando uma posição em oração, ação, investimento e prioridade.

Cristão, advogado, esposo, escritor, discípulo e Presidente da Assembleia de Deus em Madureira.

Publicidade