Siga-nos!

Política

Oposição promete obstrução total enquanto Moro permanecer no cargo

Líderes do PT e do PCdoB ameaçam parar andamento da Câmara dos Deputados.

em

Paulo Pimenta (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

A oposição na Câmara dos Deputados promete obstrução total na Casa enquanto Sergio Moro não renunciar ao cargo e a Procuradoria-Geral Da República não afastar os procuradores da Lava Jato. O anúncio foi feito pelo líder do Partido dos Trabalhadores (PT), Paulo Pimenta, e pela líder da minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Segundo Jandira, os partidos de oposição se unirão para inviabilizar todas as atividades na Câmara, anunciou ao Plenário. Já o deputado Paulo Pimenta defende que Moro saia do governo e todos os relacionados a ele do Ministério da Justiça, para “garantir a lisura” das investigações pela Polícia Federal.

Além disso, a oposição pede também o afastamento de Deltan Dallagnol e outros procuradores expostos pelo vazamento criminoso. Os políticos ainda querem a apreensão dos celulares funcionais, para evitar “queima de arquivos”.

“Nós vamos entrar em obstrução total para que nenhuma matéria possa tramitar até que estas medidas administrativas e cautelares sejam adotadas, tanto em relação ao Moro quanto em relação aos procuradores”, disse o deputado Pimenta.

A promessa de obstrução da oposição pode prejudicar ainda mais o andamento das reformas apresentadas pelo governo Bolsonaro. Principalmente a reforma da Previdência, que vem sendo tratada como prioridade pelo Planalto e que precisa ser votada para evitar uma recessão severa no país.

No entanto, até agora o que foi divulgado não compromete em nada a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso no âmbito da Operação Lava Jato. A reportagem do site Intercept, comandado pelo norte-americano Glenn Greenwald, tem linha altamente tendenciosa.

Greenwald é um ferrenho crítico do presidente da República, Jair Bolsonaro, e já usou o Twitter para afirmar que seria preciso uma “estratégia eficaz para bater Bolsonaro”.  O norte-americano lamentou no microblog a falta de estratégia dos jornalistas brasileiros, deixando claro seu rancor contra Bolsonaro.

Publicidade