Siga-nos!

Internacional

ONU acha 12 valas comuns no Iraque durante investigação sobre Estado Islâmico

Há evidências de que existam mais de 200 valas comuns no país

Avatar

em

ONU investigando valas comuns. (Foto: Arquivo/AFP)

Investigando o massacre da minoria yazidi pelos terroristas do Estado Islâmico (EI) no Iraque, uma equipe da ONU encontrou 12 valas comuns e agora está coletando declarações de testemunhas por todo país para entender o que aconteceu.

A investigação, acordada em 2017 pelo Conselho de Segurança da ONU, tem como objetivo garantir que o EI responda na Justiça pelas atrocidades cometidas no Iraque e também na Síria.

Leia mais...

Um relatório divulgado esta semana, segundo a agência AFP, mostra que há três investigações iniciais: o massacre de Yazidis em 2014, os crimes cometidos em Mossul de 2014 a 2016 e o assassinato em massa de recrutas militares iraquianos na região de Tikrit em junho de 2014.

As investigações e escavações no Iraque começaram em outubro de 2018, a primeira vala comum encontrada entre março e abril deste ano continha corpos de vítimas do EI na aldeia Kojo, localizada na região de Sinjar, no noroeste iraquiano.

Mesmo com a resistência do governo iraquiano, as investigações da ONU continuam e há evidências de que existam mais de 200 valas comuns no país, todas elas contendo corpos das vítimas do EI.

Continue lendo