Siga-nos!

mundo

ONG acusa Partido Comunista da China de tentar promover tráfico de órgãos

Petição reuniu mais de três milhões de assinaturas em oposição à prática chinesa de colheita forçada de órgãos.

em

Os médicos carregam órgãos frescos para transplante em um hospital na província de Henan, China
Médicos carregam órgãos frescos para transplante em um hospital na província de Henan, China (Foto: Reprodução/YouTube)

Segundo o fundador de uma organização não governamental de monitoria, o governo comunista da China pretende exportar sua prática de colheita forçada de órgãos assim que estiver em posição de destruir normas éticas na indústria de transplantes ocidentais.

Os órgãos humanos são frequentemente colhidos de prisioneiros políticos, que são então assassinados sob demanda sob o Partido Comunista Chinês. O fundador e diretor executivo do Doctors Against Forced Organ Harvesting (DAFOH) , Dr. Torsten Trey, falou recentemente sobre como o PCC faz isso.

Dr. Trey  disse que o governo chinês vem torturando prisioneiros políticos há décadas, a fim de alimentar suas operações de colheita de “órgãos em escala industrial”, que fornecem órgãos para o mercado internacional de transplantes, aspirando se tornar o líder mundial na indústria de transplantes.

“Nos países ocidentais, seguimos padrões éticos em benefício do paciente. Há um propósito nisso, que vem com o tempo de espera. Baseia-se no consentimento voluntário gratuito como base para a doação de órgãos”, explicou Trey segundo o Christianity Daily.

Os padrões médicos ocidentais são vistos como uma ameaça ao programa coercitivo de coleta de órgãos da China pelo governo chinês. Trey aponta o interesse da China em derrubar esse sistema ocidental para basicamente tornar a coleta forçada de órgãos o padrão comum na medicina de transplante.

De acordo com Trey, vários indivíduos que quase foram vítimas da colheita forçada de órgãos da China nos últimos anos, de acordo com Trey, conversaram com ele.

Alguns afirmam que, enquanto detidos na China, foram submetidos a repetidos exames de sangue. Um ex prisioneiro alegou que as autoridades o informaram durante um exame de sangue que seus órgãos poderiam ser levados.

A pressão internacional tem aumentado sobre a China para parar sua prática de colheita de órgãos por coerção. Trey disse que seu grupo coordenou uma petição mundial por seis anos, concluída em 2018, que reuniu mais de 3 milhões de assinaturas requisitando ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos para incitar a China a abolir a prática.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending