Siga-nos!

Sociedade

OAB critica bispo da IURD que incentivou garoto a vender seus brinquedos para doar o dinheiro para a igreja

Para eles a criança foi exposta no lugar de ser direcionada para uma assistente social que poderia tratar do problema

em

A Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, através do presidente da Comissão de Direitos infanto-juvenis, Ricardo Cabezón, resolveu se manifestar sobre o vídeo de um culto da Igreja Universal do Reino de Deus que mostra um garoto de nove anos dizendo que venderá todos os seus brinquedos para dar o dinheiro para a igreja e assim conquistar a felicidade de seus pais.

Para Cabezón a igreja deveria ter poupado a crianças no lugar de expô-la. No vídeo o garoto aparece com o rosto coberto por uma imagem opaca, mas para eles da OAB esse recurso não basta, pois não impede que ele seja identificado.

“A criança deve ser poupada. Se a própria mãe está numa situação de incapacitada, nas mãos de outra pessoa, não se pode pegar uma criança para que ela explique o que está se passando”, disse.

O garoto deu sua palavra ao bispo Guaracy Santos enquanto sua mãe estava sendo submetida a uma sessão de exorcismo. O garoto contou que seu pai trabalhava muito e que sua mãe brigava querendo dinheiro, mas ele faria o voto de colocar tudo o que ele tem “no altar” para ver seus pais felizes.

Sobre o assunto até João Santo Carcan, vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, se pronunciou dizendo que a Igreja Universal deveria ter encaminhado o menino a uma entidade pública de assistência social, até que se resolvessem as desavenças entre os seus pais, e não submetê-lo ao constrangimento.

A reportagem da Folha de São Paulo tentou entrar em contato com o Bispo Edir Macedo que publicou o vídeo com o depoimento da criança em seu blog, mas não teve retorno. No blog do líder da IURD muitas pessoas elogiavam o exemplo do menino.

Confira o vídeo:

Com informações Paulopes e Folha

Publicidade