Siga-nos!

estudos bíblicos

O que a Bíblia diz sobre planejamento familiar?

Conceito geral de planejamento familiar.

em

Família reunida. (Foto: Envato / choreograph)

Ética cristã e o limite do número de filhos

Já mencionamos os Salmos 127 e 128, nos quais se ressaltam a benção do Senhor para o casal na multidão de filhos. A figura da aljava usada pelo guerreiro para simbolizar o homem fértil ou da videira frutífera para simbolizar a mulher fértil são imagens bem sugestivas para o grande número de filhos (especialmente filhos homens) que os casais dentro da cultura judaica almejavam.

Entretanto, é preciso se dizer que em nenhum lugar da Bíblia sagrada se estabelece uma quantidade mínima ou máximo de filhos por casal, como sendo uma prescrição divina. É bem óbvio que Deus dissesse ao primeiro casal, Adão e Eva, quando apenas eles existiam em toda a terra: “Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra” (Gn 1.28). Semelhante ordem foi dada a Noé (de quem somos todos filhos!), quando Deus queria reconstruir a humanidade após o dilúvio que exterminou toda a raça humana, com exceção de Noé, sua esposa, seus três filhos e suas respectivas mulheres (Gn 9.1).

Em nenhuma outra circunstância Deus deu ordem para “crescer, multiplicar e povoar a terra”, até porque aos poucos os descendentes de Noé se encarregaram de povoá-la. Só hoje, somos quase 8 bilhões de habitantes neste planeta!

Portanto, pegar tais textos bíblicos e querer usá-los para doutrinar casais a terem muitos filhos é não só exegeticamente precipitado, como sociologicamente irresponsável! Ao casal e Deus caberá o planejamento familiar, sobre quantos filhos desejarão e poderão ter. Como diziam nossos pais: nem oito, nem oitenta!

Trabalho é uma benção, mas nem por isso vamos sobrecarregar crianças ou idosos de trabalhos; casamento é uma benção, mas nem por isso casaremos adolescentes a torto e a direito; a sexualidade é uma benção, como vimos na lição passada, mas nem por isso estimularemos relações sexuais pré-maritais ou fora do casamento; assim também, filhos são uma benção, mas quando gerados com responsabilidade e temor, para alegria da família e glória de Deus!

Agora, aos casais que estão com medo da maternidade e paternidade (sim, há muitos jovens casais que temem não saberem lidar com os filhos ou dar-lhes o conforto devido), ou que estão há muito protelando a geração de seus descendentes (talvez porque considerem a criação de filhos muito dispendiosa, ou que filhos sejam um aborrecimento), atentem para alguns versículos que descrevem os filhos pela perspectiva de Deus.

Meu testemunho pessoal como pai

Sou muito grato a Deus pelo meu filho Lucas Gabriel, que completou seu primeiro aniversário no último dia das mães.

Não vou negar que no início do casamento eu receava não saber lidar com a paternidade, mas ao lado de uma mulher sábia e inteligente que Deus me concedeu, e após cinco anos de casados, tendo já quitado algumas dívidas remanescentes do casamento (jovens casais sabem o que é isso, as famosas prestações da mobília da casa ou aquelas prestações mais pesadas da casa própria financiada), resolvemos ter nosso filho. E como Deus nos abençoou!

A paternidade é um céu de anil? Claro que não. Nada nesta vida é um “mar de rosas”. Mas todo dia, quando oro em minhas devoções matinais, agradeço a Deus por este grande presente que ele me deu. E minhas orações costumeiras por meu filho têm sido assim: “Senhor, leva meu filho pra mais perto de ti do que eu jamais estive, e vai com ele a lugares mais altos do que eu jamais fui. Concede-lhe a porção dobrada do que me deste”.

Sei que Deus ouvirá minhas orações e concederá um bom futuro ao Lucas, de modo que as alegrias que já sinto hoje ao vê-lo sorrir e brincar, se multiplicarão abundantemente!

REFERÊNCIAS

[1] Douglas Baptista. Valores cristãos: enfrentando as questões morais de nosso tempo, CPAD, p. 102
[2] Hank Hanegraff. O livro das respostas bíblicas, CPAD, p. 132
[3] Douglas Baptista. Op. cit., p. 101
[4] William L. Coleman. Manual dos tempos e costumes bíblicos, Betânia, pp. 84,5
[5] Hank Hanegraaff. Op. cit., p. 422
[6] J.N.D. I e II Timóteo e Tito: introdução e comentário, Vida, p. 73

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Páginas: 1 2 3

Casado, bacharel em teologia (Livre), evangelista da igreja Assembleia de Deus em Campina Grande-PB, administrador da página EBD Inteligente no Facebook e autor de quatro livros.

Trending