Siga-nos!

educação financeira

O que a Bíblia diz sobre a vida financeira?

Um teologia para suas finanças.

em

Dinheiro e mudas de árvores. (Foto: Nattanan Kanchanaprat / Pixabay)

Ética cristã e o problema do endividamento

“Nunca diga a outra pessoa: ‘Passe aqui amanhã e eu lhe darei isso’, se você puder fazer agora mesmo” (Pv 3.28, Viva)

Embora o Provérbio acima esteja diretamente relacionado à prontidão para socorrer o que está em necessidade, creio que sem ferir o texto é perfeitamente possível aplicá-lo à questão das dívidas, uma área onde não poucos crentes estão faltando com a ética!

O problema de muita gente – inclusive crentes! – é estarem sempre adiando a solução que pode ser ministrada de imediato.

Ficam a protelar pagamentos e descumprir acordos, apesar de ter em mãos as condições para saldar a dívida; e, diga-se de passagem, muitas vezes uma dívida com outro irmão na que igualmente necessita daquele valor. Não poucos comerciantes crentes estão “quebrando” porque os clientes crentes não estão pagando! Parece que a “fé” virou justificativa pra irresponsabilidade.

Endividamento é um mal que todo mundo pode sofrer ainda que contra a vontade, especialmente em tempos de crise como o que vivemos e ainda mais com esta alta taxa de desemprego (“o que sucede ao ímpio, sucede ao justo”).

Todavia a procrastinação da dívida quando se está em seu poder saldá-la revela: descontrole e até a maldade oculta no coração, especialmente se o devedor utiliza o valor que está em seu poder para consumir futilidades ou quando não demonstra nenhuma boa vontade para a negociação – e há aqueles que são tão irresponsáveis que chegam a dizer jocosamente: “que Deus te pague”.

“Não digas ao seu próximo: ‘te darei amanhã’, se podes fazê-lo agora”, dizem as Escrituras a muitos ouvidos neste dia!

Ouvirão ou se farão de surdos? É triste, mas há até mesmo pastores atolados em dívidas, sem credibilidade até pra comprar pão na padaria vizinha de sua casa, porque a fama de “trambiqueiro” se lhe impregnou.

Como Eliseu disse à mulher viúva, após o milagre da multiplicação do azeite: “Agora vá, venda o azeite pague a sua dívida e tu e teu filho vivei do resto” (2Re 4.7). Deus te abençoou? Deus te abriu uma porta? O valor para saldar a dívida chegou em suas mãos? Tens condições de fazer isto hoje? Então, “Não deixes para amanhã o que podes (e deves!) fazer hoje”. Paga a tua dívida! Dai a César o que é de César, e a ninguém devais coisa alguma a não ser o amor… (Rm 13.8 – este texto não é contra o comprar parcelado, mas contra a falta de compromisso no pagamento das dívidas).

Mentirosos não herdarão o reino dos céus. Considera isto, especialmente tu que te viciastes no endividamento desnecessário, nas desculpas esfarrapadas ou na troca de chips de celular para não seres encontrado por teu credor. Deus tudo vê!

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Páginas: 1 2 3 4

Casado, bacharel em teologia (Livre), evangelista da igreja Assembleia de Deus em Campina Grande-PB, administrador da página EBD Inteligente no Facebook e autor de quatro livros.

Trending