Siga-nos!

Opinião

O PT quer manipular os evangélicos desrespeitando nossa fé

Querem reinterpretar o Evangelho a partir da visão lulopetista.

Abner Ferreira

em

Lula. (Foto: Paulo Pinto / Fotos Publicas)

O Partido dos Trabalhadores (PT) vem tentando promover uma suposta reaproximação com o segmento evangélico. Para isso pretende promover “modos de leitura e interpretação da Bíblia”. Viraram teólogos?

Segundo “carta de intenção” divulgada pelo tal “Núcleo Evangélico” do PT – vulgo “partido das trevas” –, o objetivo seria o suposto desenvolvimento de “práticas libertárias, inclusivas e plurais”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A tal carta parece um folhetim do esquerdismo, usando o mesmo “tom de voz” do ativismo socialista promovido pela sigla. Sempre com aquela linguagem que fomenta o aparelhamento do Estado, a baderna social e o desrespeito às instituições.

Como no trecho em que aponta a necessidade de “fortalecer espaços de atuação e formação de evangélicas e evangélicos, filiadas, filiados e simpatizantes ao PT”, como também o diálogo com “movimentos sociais”.

Os dirigentes deste partido parecem ter esquecido a forma desrespeitosa com que os evangélicos foram tratados durante os 13 anos em que estiveram no poder. Mas não esqueceram, são astutos mesmo.

Durante os anos de governo petista, vimos o partido promovendo ideais contrários ao Cristianismo. Empenharam-se fortemente em promover o marxismo e tentar levar a nação ao Comunismo.

Não podemos esquecer que o Comunismo foi e continua sendo um dos maiores perseguidores dos cristãos. Regimes totalitários foram responsáveis pela morte de milhões.

Apesar disso, o PT agora pretende se reaproximar dos evangélicos? Pior, ainda quer promover uma forma de reinterpretação da Bíblia, talvez aos moldes dos ideais socialistas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ora, qual o propósito?  Tentarão nos convencer que o aborto não é pecado? Planejam nos mostrar pela Palavra que práticas homossexuais não são pecado? Pretendem provar pela Bíblia que o uso de drogas é permitido? Pois é isso que eles defendem.

Que história absurda é essa? Duvido que ainda haja alguém verdadeiramente evangélico que acredite nas “boas intenções” desta turma. Mas devo preveni-los sobre a intenção.

A verdade é que aquilo que o PT defende é completamente antagônico ao que nós defendemos. Inclusive, seus dirigentes são ateístas declarados. A maior parte de seus militantes vive de atacar nossa fé.

Há muito oportunismo nessa história. O partido percebeu que os evangélicos continuam crescendo no Brasil, apesar de todo o empenho que tiveram em descontruir nossos valores.

Agora, querem tentar manipular aquilo que cremos, mostrando que continuam não tendo qualquer consideração pelos cristãos. Propõem uma espécie de “Teologia da Libertação lulopetista”

Querem reinterpretar o Evangelho a partir da visão de mundo de Karl Marx. Enfiar goela abaixo dos evangélicos a imoralidade que defendem em seus programas de governo, comícios e militâncias. E essa visão não me serve.

Mas não nos deixaremos enganar.

Cristão, advogado, esposo, escritor, discípulo e Presidente da Assembleia de Deus em Madureira.

Continua depois da publicidade