Siga-nos!

Mundo Cristão

O islã cresce por que a Igreja muitas vezes se anula, explica apologeta

Erudito diz que “nossa mudança de discurso” está resultando em declínio do cristianismo

Avatar

Publicado

em

Hank Hanegraaff
Publicidade


O apologeta Hank Hanegraaff, que tem livros traduzidos para dezenas de línguas, incluindo o português, mantém um conhecido programa de rádio chamado “Bible Answer Man” [Homem das respostas bíblicas, em tradução livre].

Questionado esta semana sobre o crescimento mundial do islamismo, ele disse acreditar que seja inevitável que essa seja a religião dominante no mundo em breve. Para Hanegraaff, o cristianismo está em declínio e a culpa é dos próprios cristãos.

Publicidade

Leia mais...

“Se você estudar a história da cultura cristã, verá que nossa mudança de discurso está levando a um rápido declínio da população. Controle de natalidade, abortos, eutanásia, homossexualidade, ideologia de gênero, transgenderismo, tudo isso ganhou espaço na cultura e está se sobrepondo à ética cristã”, argumenta. “O islã está vendo o ‘exato oposto’ disso acontecer”, comparou o erudito.

“No Islã, você tem poligamia, onde um muçulmano pode se casar com até quatro mulheres… eles também podem ter muitos filhos e crescem demograficamente”, contrasta.  A segunda principal razão para a mudança no quadro religioso mundial é a perseguição que os cristãos enfrentam, sendo em alguns casos vítimas de genocídio.

Publicidade

Hanegraaff é bastante incisivo no seu argumento: “Quando o Islã cresce em uma região ele oferece três opções: você se rende e paga as taxas religiosas, se converte ao islamismo ou enfrenta a espada”.

Lembrando que os cristãos estão sendo massacrados em grande número no Oriente Médio, tanto nas mãos do grupo terrorista Estado Islâmico quanto de outras facções extremistas. “Os cristãos estão em declínio porque estão sendo mortos” em muitos lugares, pontua.

Além disso, a evangelização deixou de ser o enfoque de muitas igrejas, que dão cada vez mais ênfase à prosperidade e uma vida boa na Terra. Por isso, o crescimento do número de cristãos em alguns países é insignificante. Na Europa, por exemplo, a cada ano há menos pessoas que se identificam assim.

Publicidade

Vários estudos internacionais nos últimos anos demonstram que o islã, de fato, é a religião que mais cresce no mundo, devendo superar o cristianismo nas próximas década.

O Instituto de Pesquisas Pew divulgou um relatório mostrando que, devido às altas taxas de natalidade, os muçulmanos devem dar um grande “salto demográfico” até 2050. A pesquisa indicou que até 2070 os muçulmanos terão superado os cristãos em número. Com informações de Christian Post




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


Comente!
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending