Siga-nos!

mundo

Noruega ergue monumento para lembrar das bruxas que foram queimadas pela Igreja

No período de Inquisição 91 pessoas morreram na região de Vardoe, principal “caça às bruxas” do país

em

Sonja, a rainha da Noruega, inaugurou um memorial na cidade Vardoe para lembrar as dezenas de homens e mulheres condenados à fogueira por bruxaria no século XVII.

O monumento lançado essa semana presta uma homenagem às 135 pessoas, incluindo crianças, que foram acusadas de feitiçaria durante o período da Inquisição da Igreja, entre 1598 e 1692.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Historiadores apontam que na região de Vardoe 91 pessoas foram queimadas, tornando o lugar como um dos mais importantes locais de “caça às bruxas” da Noruega.

O monumento é um longo corredor onde os estão alinhados quadros sobre as 77 mulheres e 14 homens acusados ​​de heresia ou pacto com o diabo. O espaço foi projetado pelo arquiteto suíço Peter Zumthor e há um anexo feito pela artista americana Louise Bourgeois que criou uma cadeira com chamas exatamente no local onde acredita-se que as fogueiras eram acesas.

“Foi como ir a julgamento”, disse a rainha Sonia depois de visitar a galeria.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A data da inauguração tem um significado: quinta-feira é véspera da festa de São João, comemorada na Noruega ao redor de grandes fogueiras.

Fonte: Gospel Prime

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Com informações Pavablog

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending