Siga-nos!

Sociedade

Nivea se recusa a fazer comercial com casal gay

A marca não comentou o anúncio e reafirmou que não tolera a discriminação

em

Nivea. (Foto: Pixabay)

Na contramão de grandes empresas de beleza, a Nivea, marca da gigante Beiersdorf, se envolveu em uma grande polêmica ao se recusar fazer uma campanha publicitária com dois homens segurando as mãos.

Segundo informações do site AdAge, especializado em publicidade, a empresa que cuidava das ações da marca, FCB, resolveu cancelar o contrato de mais de 100 anos pelo posicionamento da Nivea de não querer apoiar a causa gay.

O profissional de marketing que rejeitou a campanha teria dito: “Nivea não faz gay”. A Beiersdorf não confirmou essa declaração, mas disse que o contrato com a FCB realmente foi cancelado e que a empresa dará início a um processo de uma nova estratégia corporativa e de gestão de marca.

A empresa ainda declarou que não tem preconceito e que não tolera nenhum tipo de discriminação.

“Somos uma empresa internacional com mais de 20.000 funcionários com gêneros, etnias, orientações, origens e personalidades muito diferentes em todo o mundo. Através dos nossos produtos, tocamos milhões de consumidores em todo o mundo todos os dias. Sabemos e valorizamos essa individualidade e diversidade em todos os aspectos, traz inspiração e criatividade para nossa sociedade e para nós como empresa. Nenhuma forma de discriminação, direta ou indireta, é tolerada”.

Publicidade