Siga-nos!

Opinião

Neymar e a geração que não teme ao Senhor

É tempo de honrarmos ao Senhor não apenas com os lábios, mas com o coração (Is 29.13).

Maycson Rodrigues

em

Neymar. (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)
Publicidade

Sinceramente, apesar de este artigo mencionar o principal jogador da seleção brasileira de futebol, o nosso foco não ficará na nova polêmica envolvendo o Neymar. Vamos falar, a partir deste fato, de uma geração que vive completamente alienada de Deus, e isso em razão de muitos pastores abandonarem de seus púlpitos o ensino bíblico sobre o inferno e o juízo final.

Hoje, me parece ser pecado afirmar que o inferno existe e que muitos réprobos serão lançados num lago de fogo e enxofre porque não creram no nome do Filho de Deus, muito menos perseveraram na fé. Somos salvos unicamente pela graça, por meio da fé salvadora que nos regenera espiritualmente para que sejamos novos na vida, com novos desejos, pensamentos, ações, hábitos e palavras.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Creio que alguns pensam que basta mencionar “Jesus” publicamente ou postar uma foto sensual com um versículo bíblico numa legenda ou mesmo publicar uma canção evangélica numa rede social que estarão livres da morte eterna. Creio que esta geração está perdida porque, doutrinariamente, tem sido privada da verdade plena do evangelho.

O evangelho de Jesus salva e condena pecadores. Salva os que creem; condena os que não creem. É cheiro de vida na vida do que crê e de morte na existência do que não crê, parafraseando o Apóstolo Paulo em 2Co 2.15-16. Definitivamente, essa verdade é ocultada de muitos púlpitos.

Deus é amor, mas não é somente amor. Deus também é santidade, justiça, verdade, poder, graça e misericórdia. Ele deseja salvar, mas haverá de condenar muitos ao inferno no Último Dia e não deixará de ser amor, bondade e misericórdia por isso.

O fato envolvendo o craque do PSG, onde em meio a nudes, fornicação, lascívia e toda sorte de imoralidade sexual mencionavam-se na conversa uma canção gospel tem muito a nos mostrar sobre o espírito que paira sobre esta geração. São pessoas que entraram pela porta larga, vivem para si e acham que estão salvos. Só que alguém precisa avisá-los que isso não é verdade – que eles estão perdidos!

Continua depois da Publicidade

Há esperança para quem ouve o verdadeiro evangelho e crê. E o verdadeiro evangelho afirma que somos pecadores que carecem da graça infinita de Deus, concedida pela obra de Jesus Cristo. Pessoas que se arrependem do pecado e creem no evangelho são renovadas no Espírito Santo para viver uma vida nova, em santificação, a fim de que o Deus Trino receba glória e seja conhecido deste mundo.

Agora, fica um apelo aos pastores deste tempo: pregue a Doutrina do Inferno! Pregue a Doutrina do Juízo Final! Não fragmente a mensagem do evangelho, para que não sejam responsabilizados na perdição eterna destes pequeninos!

É tempo de a gente mostrar não com palavras, mas com ações quem é ovelha e quem não é. Quem está na luz e quem ainda permanece em trevas. Quem nasceu de novo e quem ainda continua espiritualmente morto. É tempo de honrarmos ao Senhor não apenas com os lábios, mas com o coração (Is 29.13). É tempo de rasgarmos este coração que tanto carece do poder do evangelho e chorarmos os nossos pecados.

Continua depois da Publicidade

Que o Neymar Jr. e toda esta geração que está perdida (a despeito de frequentar dominicalmente uma igreja evangélica) tenham a oportunidade de ouvir o evangelho verdadeiro e integral, e que possam responder na vida com arrependimento e fé.

Somente ao Senhor Jesus seja a glória. Que Ele tenha misericórdia de nós.

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes e dos homens da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ) e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.

Publicidade