Siga-nos!

Natal em Belém é o mais agitado em anos na Terra Santa

Peregrinos de todo o mundo se reúnem na cidade onde Jesus nasceu

Avatar

em

Peregrinos de todo o mundo, bem como cristãos palestinos, começaram a se reunir nesta segunda-feira (24) na praça central de Belém, para celebrarem o Natal perto da Basílica da Natividade. Filas de peregrinos se espremiam por um estreito pórtico de pedra da Igreja.

O templo, dividido por católicos e ortodoxos, foi construído sobre a caverna onde, segundo a tradição, nasceu Jesus. Uma imponente árvore de Natal decora a Praça da Manjedoura, em frente à basílica construída no século 4. Marcando o clima festivo da data, alto-falantes tocavam músicas de natal cantadas em árabe.

Pelo Facebook, o senador brasileiro Magno Malta contou que está na cidade para celebrar a data. Abeer Nassr, uma cristã árabe, que está no local acompanhada por seus filhos, diz que “Apesar do contexto político, cada vez me sento mais feliz de celebrar (o Natal)”. Já Maria Moeva, que veio da Bulgária, disse que conseguia
sentir “toda a paixão das pessoas que estão aqui celebrando o nascimento de Cristo”.

O arcebispo Pierbattista Pizzaballa, do patriarcado latino de Jerusalém, celebrará a tradicional missa da meia-noite.

O número de peregrinos este ano é o maior dos últimos anos. No ano passado, por conta do anúncio dos EUA em mudar a embaixada para Jerusalém, temia-se reações violentas dos palestinos. Contudo, Belém registrou em 2018 o seu maior fluxo de visitantes. Os hotéis estão lotados e não há riscos para a segurança.

Publicidade