Siga-nos!

Opinião

Namoro à distância pode ter futuro?

Avatar

em

Confessamos que após lançar o primeiro artigo na semana passada – Quem disse que namorar é coisa de crente?, a ideia seria falar essa semana sobre escolher esperar ou escolher e Deus abençoar, mas fomos instigados a comentar sobre outro tema: Namoro à distância.

Esta semana nos deparamos em uma rede social com um relato emocionado do jovem Henrique Nascimento para sua namorada Rachell Lacerda. O seu depoimento está ao fim deste artigo e nos levou a comentar sobre o assunto.

Estes colunistas aqui, tem condições para falar, afinal vivenciaram este desafio em suas vidas. O magrelo desarrumado de sotaque baiano e a desconfiada romântica de difícil dialeto cearês vivenciaram um amor à distância por 03 anos e alguns meses, separados fisicamente a uma distância de 1.181 km (Salvador –Fortaleza). Não foram dias fáceis, mas decidimos investir em nosso relacionamento.

Não foi um namoro virtual, pois não fomos loucos de começar um namoro, nem muito menos se casar, sem ao menos ter momentos presenciais tão fundamentais para o mínimo de conhecimento um do outro. Cuidado com esta história de criar expectativas e construir relações apenas através do contato virtual. Muita gente tem quebrado a cara! Tem muito picareta emocional atrás das telas fingindo ser algo que não é.

Nosso namoro foi à distância, afinal o tal magrelo teve a coragem de ir até a capital cearense para conhecer a desconfiada romântica, após descobri-la em uma de suas comunidades do falecido Orkut, já que eram do mesmo movimento nacional universitário evangélico, o Alfa e Ômega. O magrelo dizia, “eu não quero conta com esse negócio de namoro à distância, mas não custa nada conhecê-la”. Já a desconfiada cearense foi bem taxativa antes do primeiro encontro: “sempre é bom conhecer possíveis novos amigos”. E o resultado você já sabe.

Ao invés de ficar falando aqui de nossa história, vamos para o que interessa: pode dar certo um namoro à distância? Depende. Como assim? Depende do que há entre vocês, como agiram, onde Deus vai estar nesse negócio e se estão dispostos a encarar o deserto que irão trilhar até a terra prometida (casamento).

Namorar à distância não é para todo mundo. Precisa ter um mínimo de maturidade e estabilidade emocional, compromisso espiritual com Deus, mínimo de vivência presencial com o (a) amado (a), disposição para enfrentar a dor da saudade, investimento para realizar viagens até a terra da amada, viu homens! Sobretudo para conhecer a família, a igreja e claro, seu amorzinho. Nem só de conversa virtual vive um namoro. É importante que você tenha momentos presenciais, mesmo que esporádicos, para conviver com o jeito, o cheiro, os modos e se esta pessoa traz alegria ao coração quando está ao seu lado e se é alguém atraente para seus olhos. Tem que rolar a química! Não estou falando em sensualidade, mas aquele brilho no rosto e claro beleza física que te agrade. Olhe que nem falamos aqui de modelos fabricados pela TV, afinal se fosse por eles, o magrelo não teria chances com a romântica cearense.

É indispensável que haja transparência na relação. Tem que estar totalmente liberto e curado de relacionamentos anteriores. Cuidado com quem termina o namoro e já se acha pronto para começar com você. O namoro à distância exige que haja um notório compromisso mútuo com um futuro em comum, ou seja, querem casar um com o outro. Deve abusar da criatividade para superar a distância, cultivando seu amor. Seja romântico, declare publicamente seu amor. Sua rede social deve ser um mural de declarações e manifestações de apreço e carinho pelo outro. Isto transmite confiança além de afastar uma aves penadas e outros pombos sujos que resolvem aparecer justamente agora que você se relaciona com uma pessoa de Deus. Sim, claro, tem que ser alguém que tenha a mesma fé que você. Afinal, a esperança de vocês deve estar firmada na fidelidade de Deus.

Não será fácil mesmo. Está disposto a encarar? Para nós valeu à pena. Mas pagamos um preço. Ai, e que preço! Mas pagamos juntos e nosso amor a cada dia mais se fortalecia. Mas agora, o que fazer?

Primeiro conversem seriamente se estão dispostos a manter este tipo de relacionamento e todas as dificuldades que irão passar. Agora segue algumas dicas:

Sejam diretos, claros e honestos: o diálogo é crucial, não deve existir espaço para desconfiança, nem ciúmes extremados e infantis neste tipo de namoro. Ou confia ou não confia. Ajuda muito saber qual é a história de relacionamentos anteriores de seu amor e como ele(a) superou todas elas. Mas nada de ficar remoendo coisa do passado. As velhas coisas ficaram para trás. Vocês vivem uma novidade de vida. Se este tipo de discussão não está acrescentando nada, parem de falar nisso.

Enviem cartas escritas: não há nada mais cativante do que receber uma cartinha toda decorada, ou com palavras sinceras do seu amor, do momento que estão vivendo e coisas de seu cotidiano;

Usem as tecnologias. Seja presente mesmo à distância: os casais de nosso tempo podem falar o quanto quiserem, pagando um valor por custo de ligação através dos vários planos disponíveis, tem as redes sociais para deixar aquele recadinho especial para começar o dia, uma palavra de incentivo e sonhos em comum.

Programem-se: É bom lembrar que cada um tem uma vida e uma rotina diferente. Não exija uma atenção do seu amado (a) que se torne um peso sobre a vida dele. Conversem sobre quais horários poderão se falar ou usando o computador através destes programas de conversas com imagens online. Compartilhem suas rotinas diárias e experiências vividas, por mais bobas que possam parecer. Isso aumenta o sentimento de cumplicidade entre o casal.

Cuidado com as amizades íntimas: Cremos que neste tipo de namoro é fundamental ter cuidado com amizades muito próximas com o sexo oposto. Não se trata de exagero, mas uma forma de respeitar a condição de namoro que decidiram investir. Desta forma, homem deve buscar amizades masculinas e mulher as amizades femininas. Com a gente isto foi fundamental!

Busquem meditar na palavra juntos: não tem como um namoro deste tipo se sustentar se não tiver o principal alimento: a Palavra de Deus. Procurem crescer espiritualmente juntos, assim verão que o namoro de vocês começará a gerar frutos.

Agendem as viagens essenciais: Como já dissemos, temos que nos esforçar para ter alguns momentos de convivência presencial. Para tal, será necessário poupar, investir e programar-se. Sempre estávamos ligados nas ofertas de viagens aéreas de final de semana. Quando viajar, deve buscar hospedagem barata, ou com algum irmão conhecido e de fé disposto a recebê-lo em sua casa. Nestes encontros presenciais, devem ser programadas atividades com a família da amada e participar dos cultos em sua igreja. Depois de um tempo de relacionamento, devem programar a visita da namorada aos familiares e igreja do amado, com permissão dos pais, claro!

Cuidado com os encontros cheios de saudade: lembre-se que mesmo morrendo de saudade e vontade de abraçar e beijar, vocês não receberam isenção para sair se agarrando e se esquentando por aí. Vigie crente! Sei que é difícil, mas vocês podem se controlar. Busquem fugir dos lugares escuros e escondidos. Quer uma dica: não há nada melhor do que namorar na praça ou no shopping!

Façam declarações públicas de seu amor: não tenham vergonha de expressar o que sentem um pelo outro publicamente. Não falo de intimidades, mas de sentimentos nobres, afeições e o quanto amam um ao outro. O que é bonito é para se mostrar. Comemorem cada mês ou períodos de namoro (6 meses, 1 ano, etc). Já falando em declaração, o magrelo aqui resolveu aproveitar a ocasião e dizer que sempre não vê a hora de chegar em casa do trabalho e ser recebido por sua gatinha cheirosa.

Sim, voltando, ou melhor, concluindo, namorar à distância pode ter futuro sim, afinal “o amor é paciente, tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta” (1 Co 13:4-7).

Fiquem agora com a imagem do casal desta semana, Henrique Nascimento e Rachell Lacerda que nos presentearam com esta linda declaração a seguir:

Namoro cristão a distancia

“14 de janeiro de 2015

Foi tudo tão acelerado e quando me dei conta você já estava partindo, com suas malas e mochila amarela contendo os últimos detalhes. Parece que foi ontem que você bisbilhotava na internet tudo sobre Dublin, conhecia a Irlanda sem nem mesmo ir lá. Era incrível como você sabia de tanta coisa em tão pouco tempo, e que a cada dia que passava estava certa do queria.

E ontem, a caminho do aeroporto, enquanto a abraçava, e olhava nos seus olhos, meu coração apertava de tanta saudade pois sabia que meus finais de semanas não seriam os mesmos; que minhas noites de academia seriam chatas sem você para me encher o saco em como fazer o exercício correto; que os meus domingos de culto eu não teria alguém para ter que pegar água, ficar de mãos dadas e trocar o cálice nos dias de ceia; que nos aniversários e festas da família e amigos eu ficaria sem ninguém para roubar meus salgadinhos e doces ou até mesmo não ir para elas; que não teria você para me ajudar a escolher a melhor roupa, a melhor combinação e não me deixar comparar GG; que as minhas sessões de 4DX teriam de ser sem você; que as tortas de limão, as legítimas, só seriam possíveis com a sua presença; que a arrumação das minhas malas de viagem não seriam mais as mesmas e entre tantas e tantas outras coisas que vivemos, compartilhamos e discutimos juntos.

Dizem que 1 ano passa rápido, verdade, acabamos de perder uma Copa, já viramos o ano e estamos nos aproximando do carnaval, mas a saudade permanece, aperta, e maquia o tempo fazendo ele parecer mais lento. Enfim, vai ser difícil, sobretudo, sei não ficarei sozinho, terei apoio de amigos e família e do meu fiel e consolador, o Espírito Santo, e sei que o Senhor cuidará da minha Princesa com todo carinho e amor, dando tudo o que precisar. Meu amor… Curta, aproveite, arrisque, tenha medo, frustrações, enfrente, sorria, faça amigos e seja feliz, tudo no centro da vontade de Deus. Realize os seus sonhos e não arrependa da sua escolha, vai valer a pena, você verá. Que seja um ano de amadurecimento e conquistas. Eu te amo meu amor, e desejo a você um ano diferente de tudo o que já viveu, seja colecionadora de aventuras e siga sempre alegre e com esse seu sorriso lindo que me conquistou. Beijos do seu amigo e namorado chorão.”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE