Siga-nos!

testemunhos

Mulher lésbica e ateia se converte ao Cristianismo depois de ler livro

Cristianismo Puro e Simples de C.S. Lewis mudou sua vida.

Avatar

em

Rachel Gilson
Rachel Gilson (Foto: Reprodução/YouTube)

Rachel Gibson, uma ateia convicta e lésbica tinha acabado de terminar com a namorada e estava ansiosa para iniciar seus estudos na Universidade de Yale, pois seria uma aventura mergulhar no universo lésbico como caloura, mas seus pensamentos mudaram quando ela leu “Mere Christianity” (Cristianismo Puro e Simples, de C.S. Lewis).

“Eu já tinha ouvido falar de Jesus antes na minha vida, é claro, mas sempre pensei nele como um personagem de desenho animado coxo. Mas, em vez disso, comecei a perceber: ‘Não, Jesus está vivo, poderoso, interessante e amoroso e está me oferecendo algo que não consigo em nenhum outro lugar’”, afirmou Rachel em uma entrevista no 700 Club.

Toda a sua vida mudou quando ela se converteu ao cristianismo em 2004, ela não deixou de lutar pela sua atração de pessoas do mesmo sexo, mas entregou todos os seus sentimentos a Deus da mesma forma que uma pessoa casada luta contra o sentimento a outra pessoa que não é o seu cônjuge.

Ela escreveu um livro do seu testemunho “Born Again This Way”, (Nasça de Novo Desse Jeito), onde diz que sua jornada tem sido em grande parte para descobrir sobre seu verdadeiro dono, ou são seus desejos ou é Jesus Cristo, que a salvou.

“Tem sido uma grande parte da minha jornada para descobrir quem é o meu dono? Ou são meus desejos, ou é Jesus Cristo?”, escreveu ela no seu livro.

Para Raquel a tendência atual dos homossexuais em querer revisar a Bíblia para aceitar a sua escolha é grande, mas esse movimento representa um retrocesso contra a igreja cristã, que por sua vez não aceita.

“Eles viram uma igreja ser hostil ou hostil para com as pessoas LGBT. Às vezes, eles viram cristãos responder a gays e lésbicas de maneiras que não parecem que Jesus teria agido com estranhos ”, diz Rachel. “Eles basicamente fazem uma correção excessiva. Eles dizem: ‘Bem, esse tipo de exclusão não se parece com amor, então talvez tenhamos errado as palavras’”, continuou.

Antes mesmo dela começar a mergulhar no universo lésbico da faculdade ela encontrou jesus e ele a salvou de continuar esse caminho. “Não importa qual seja nossa orientação, todos nós precisamos da graça e da verdade de Jesus Cristo”, diz ela.

Raquel orienta as pessoas que estão saindo do estilo de vida LGBTQ a não se preocuparem em “orar para que o gay vá embora”, mas olhar para Bíblia e aceitar a forma de casamento, se submeter a Cristo, casar ou ficar solteiro, mas andar com Jesus.

“Deus pode nos dar força por meio do Espírito Santo para dizer ‘sim’ a Ele e ‘não’ às tentações, porque cada um de nós enfrenta tentações. Pessoas solteiras enfrentam tentações. Mesmo as pessoas casadas sentem-se atraídas por pessoas que não são seus cônjuges”, concluiu Raquel.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending