Siga-nos!

Mudança da embaixada do Brasil para Jerusalém é “uma questão de tempo”, garante oficial israelense

Bolsonaro disse em discurso que ““Mais do que parcerias, sermos irmãos no futuro”

Avatar

em

Jerusalém

Uma fonte do governo israelense garantiu ao jornal Times of Israel neste sábado (29) que a embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém era “uma questão de tempo”, e que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o presidente eleito brasileiro Jair Bolsonaro haviam discutido o assunto durante a reunião de sexta-feira.

“A situação é semelhante à declaração do [presidente dos EUA], Donald Trump”, que planejava transferir a embaixada dos Estados Unidos em dezembro de 2017, disse a fonte. “Ele declarou isso, mas acabou fazendo isso mais tarde.” A mudança da embaixada dos EUA ocorreu em maio de 2018, seis meses depois do primeiro anúncio oficial de Trump sobre o tema após ser eleito.

Netanyahu chegou ao Brasil na sexta-feira, acompanhado por sua esposa Sarah e o filho Yair. A família participará junto com outros líderes estrangeiros da posse de Bolsonaro, em Brasília, dia 1º.

“Vamos começar um governo difícil a partir de janeiro, mas o Brasil tem potencial”, disse Bolsonaro no encontro com o premiê, anunciando que deve fazer uma visita a Israel em breve. “Mais do que parcerias, sermos irmãos no futuro, na economia, em tecnologia, em tudo aquilo que possa trazer benefícios para os dois países”, disse o presidente eleito, elogiando Netanyahu, o primeiro mandatário israelense a visitar o Brasil.

Após o encontro, Netanyahu classificou sua visita de “histórica”, e também falou de “irmandade” e “aliança” com o Brasil. “Através de nossa cooperação mútua, enormes benefícios serão criados para nossos dois povos”, disse. “É difícil acreditar que não tivemos tais contatos antes”, acrescentou.

Antes de sair de Israel rumo ao Rio de Janeiro, Netanyahu disse à imprensa de seus país que “com certeza falarei sobre a embaixada em nosso primeiro encontro”.  Contudo, nenhuma declaração sobre o tema foi divulgada até o momento.

A fala do oficial israel ecoa o que havia garantido o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) em novembro. Durante uma visita aos EUA, comentando sobre a mudança da embaixada, ele garantiu: ““A questão não é perguntar se vai [ocorrer], a questão é perguntar quando será”.

Publicidade