Siga-nos!

arqueologia bíblica

Muçulmanos lançam concreto para esconder túnel arqueológico no Monte do Templo

Tesouro arqueológico pode estar escondido em buraco fechado pela Waqf.

Michael Caceres

em

Monte do Templo em Jerusalém, Israel (Yang Jing / Unsplash)

Autoridades muçulmanas que atuam no Domo da Rocha, mesquita islâmica localizada no Monte do Templo, concretaram um túnel que apareceu no local e que possivelmente esconde relíquias arqueológicas raríssimas que lançariam luz sobre a história do local mais sagrado da Terra.

O buraco abriu no chão, perto do Portão Mughrabi, na seção sudoeste do Monte do Templo no último domingo (30), mas acabou sendo selado pela Waqf, que tem o controle sob as mesquitas no local, incluindo o Domo da Rocha e a Mesquita Al-Aqsa.

Apesar de a Autoridade de Antiguidades de Israel ter pedido para que a polícia israelense que atua no local preservasse o túnel para que fosse possível escavações, a Waqf lançou concreto antes que fosse possível qualquer iniciativa de pesquisa.

Buraco no Monte do Templo

Buraco no Monte do Templo (Reprodução)

Esse buraco pode ter aberto devido a uma obra que está sendo realizada pelos muçulmanos, o que deve ter soltado um dos azulejos do pátio, expondo que existem túneis secretos, como já desconfiavam alguns pesquisadores. Os túneis devem armazenas muitos artefatos arqueológicos.

O buraco tinha cerca de 1 pé (30 cm) por 1,3 pés. (40 cm) de largura e cerca de 2,3 pés (70cm.) De profundidade e localizado a cerca de 13 pés (4m.) do Muro das Lamentações e 39 pés (12m.) da parede sul do que restou do muro do Templo.

A Waqf alegou que o buraco pode ser apenas um canal de água, negando acesso para que pesquisadores pudessem explorar a fenda e entender o que havia dentro.

Organizações que atuam em defesa do Monte do Templo exigiram que uma restauração arqueológica adequada fosse realizada no local, mas o buraco foi preenchido com concreto pelo Waqf , segundo o Jerusalém Post.

Trending