Siga-nos!

Sociedade

Muçulmanos acusam Nike de “blasfêmia”

Marca americana deixou claro que se trata apenas da marca registrada Air Max e não há nenhum significado além deste

Publicado

em

Nike Air Max 270
Nike Air Max 270. (Foto: Divulgação)


Graça & Paz! Antes de ler este conteúdo, gostaríamos que você participasse de uma rápida pesquisa sobre o portal. Não levará 1 minuto 😊 Clique aqui e responda rápido!


O tênis Air Max 270, lançamento da Nike, está enfrentando protesto por parte de muçulmanos que acusam a marca de ofender o islamismo.

Isso porque o logotipo marcado na sola, quando virado de cabeça para baixo, fica parecido com a palavra “Alá” escrita em árabe.

Por conta disto, uma petição online, de autoria de Saiqa Noreen, pede para que a marca americana retire o modelo de seu catálogo por ser “ultrajante e chocante” colocar o nome de Deus em um sapato.

“Isso é desrespeitoso e extremamente ofensivo para os muçulmanos e insultante ao islã”, diz o autor do abaixo-assinado. “O islã ensina compaixão, bondade e justiça para com todos”, acredita.

Na visão deles, trata-se de uma blasfêmia, pois “o nome de Deus será pisoteado, chutado e sujo com lama ou qualquer outra sujeira”. A petição conseguiu mais de 20 mil assinaturas.

A Nike, por sua vez, diz que o logo na sola do tênis foi projetado como sendo a marca registrada Air Max e não tem nenhum outro significado.



Publicidade
Publicidade