Siga-nos!

Mundo Cristão

Polícia investiga se morte de Anderson do Carmo foi execução

Hipótese de latrocínio “vai se afastando” e polícia desconfia de desavença familiar.

em

Anderson do Carmo. (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil afirma que possibilidade latrocínio, que é o roubo seguido de morte, “vai se afastando” nas investigações sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da cantora e deputada Flordelis (PSD-RJ). Os investigadores acreditam na hipótese de execução.

Um investigador disse ao G1 que “apesar de ainda não estar 100% descartado, latrocínio vai se afastando”. Também está sendo investigada uma desavença familiar, que poderia ter motivado o crime.

Foi feita uma perícia no local do crime e no corpo da vítima e os investigadores descobriram ainda que os bandidos usavam toucas, como também um cachorro da família foi dopado antes da invasão. O corpo do pastor teve mais de 30 perfurações, entre entrada e saída de projéteis.

Ao prestar depoimento neste domingo, a deputada falou que o marido tentou evitar que criminosos entrassem em sua casa, após eles terem retornado de um passeio.

“Eu só fui dar um passeio com meu marido, mais nada, gente… Só um passeio, que acabou desta forma, [com ele] perdendo a vida protegendo a casa, protegendo a família. O que ele tentou foi evitar que… Infelizmente abriu o portão da garagem e ele tentou evitar que eles entrassem dentro da casa. Ele sacrificou a vida dele para proteger a família”, contou.

Morte

O pastor foi assassinado brutalmente às 4 horas da madrugada deste domingo, quando retornava para a sua casa. Anderson do Carmo foi até a garagem quando foi surpreendido e teria lutado para impedir a entrada dos criminosos, que dispararam 15 vezes contra o líder evangélico.

“Mais uma violência, mais uma tentativa de assalto frustada que acabou na morte do meu marido. Essa violência que está imperando em nosso estado tem que acabar, tem que ter um jeito, do jeito que está não pode continuar. Quantos mais inocentes terão que morrer? São 55 filhos agora sem pai”, desabafou Flordelis, chorando muito.

Publicidade