Siga-nos!

Sociedade

Moro comemora redução de índices de criminalidade

Ministro diz que hackers não vão impedi-lo de cumprir sua “missão”.

Michael Caceres

em

Sérgio Moro. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Justiça, Sergio Moro, divulgou dados oficiais que revelam queda na criminalidade no primeiro bimestre do ano. Ao comemorar, Moro afirmou que nada vai impedi-lo de cumprir sua “missão”.

“Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos não vão interferir na missão”, ressaltou o ministro através de sua conta no Twitter.

Moro fazia referência ao ataque criminoso que sofreu, quando dados de conversas pessoais foram vazadas em uma tentativa de destruir a sua reputação. O ex-juiz responsável pela Operação Lava Jato já explicou que não houve qualquer interferência ou diálogo indevido entre ele o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa.

Moro destacou que os dados revelam uma redução de 23% no número de registro de homicídio, na comparação com igual período do ano passado. Ele compartilhou o mérito com o governo federal e os governos estaduais e distritais.

Voluntário

Antes mesmo de ser pressionado pela oposição a dar explicações ao Congresso, o ministro se voluntariou para comparecer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado no próximo dia 19 para esclarecer o caso.

Os partidos de oposição também decidiram ontem que buscarão criar uma CPI mista, formada por deputados e senadores, para investigar a relação entre o juiz e os procuradores da Lava Jato.

A cortina de fumaça tem como objetivo reforçar a narrativa de que o ex-presidente Lula foi condenado injustamente. Mas a sentença proferida pelo ex-juiz foi confirmada em outras instâncias da Justiça.

Publicidade