Siga-nos!

Internacional

Monumento da Reforma é vandalizado por LGBTs

Esculturas de Calvino, Farel, Beza e Knox foram cobertas com as cores do arco-íris

em

Muro dos Reformadores. (Foto: Reprodução / LemanBleu)

Conhecido como “Muro dos Reformadores”, o “Parc des Bastions” é um monumento alusivo à Reforma Protestante em Genebra, Suíça, uma das principais atrações turísticas da cidade em que João Calvino, viveu e pregou.

Além dele, o muro, inaugurado em 1909, também homenageia a influência dos reformadores Guilherme Farel, Teodoro de Beza e John Knox.

Ativistas jogaram tinta no monumento formando um arco-íris, um símbolo dos grupos LGBT.

Num primeiro momento, a polícia disse que ninguém havia assumido o ataque. Porém, de acordo com o site local LemanBleu, o conselho da cidade de Genebra abrirá uma queixa criminal.

Funcionários do parque disseram que o monumento seria limpo o mais rápido possível. Houve vários atos de vandalismo contra o monumento protestante no passado.

De acordo com o jornal Le Matin, em março, ativistas feministas picharam a frase: “Onde estão as mulheres?”.

Publicidade