Siga-nos!

evangelismo

Missionário inicia projeto social com apenas R$ 50, em Brumadinho

Somos atende crianças e famílias afetadas pelo rompimento da barragem na cidade.

Michael Caceres

em

Max DaCampo e as crianças do Somos
Max DaCampo e as crianças do Somos (Arquivos Pessoais)

Aos 38 anos, Max DaCampo repete um lema que tem servido de motivação para ajudar outras pessoas e se envolver cada vez mais em projetos sociais: “Se a sua religião se ressume só a ir a cultos, parabéns, a sua está morta!”. DaCampo toca um projeto social em Brumadinho (MG), que fundou com apenas R$ 50.

Tudo começou com o rompimento da barragem na cidade mineira em 25 de janeiro de 2019. O missionário havia acabado de retornar ao Brasil depois de 8 meses na Turquia, cumprindo agendas em diversas igrejas para testemunhar sua experiência no país muçulmano. Ao ficar sabendo sobre o incidente, sentiu um forte chamado para ir ajudar a comunidade de Brumadinho.

Quando chegou na cidade, com apenas R$ 50 no bolso, decidiu se apresentar para ajudar como voluntário nas buscas por pessoas desaparecidas. Usou todo o dinheiro que tinha para comprar macarrão instantâneo que preparava com uma panela que encontrou na lama, dormindo em uma barraca no mato e lavando sua roupa no rio.

No início, trabalhou como voluntário, servindo a comunidade juntamente com outras pessoas, chegando a ficar de encarregado pelos voluntários que vieram de outras cidades. Mas em poucos dias todos começaram a retornar para suas cidades, ficando apenas ele com um menino que era viciado em drogas e que passou a ser evangelizado.

Projeto

Em meio a incertezas sobre qual seria o seu destino, Max DaCampo afirma que começou a orar e Deus lhe orientou para criar um projeto social em Brumadinho. Ele lembra que já não tinha dinheiro nem para ir embora para casa e que nunca havia cogitado algo naquele sentido.

“Deus falou comigo: ‘Você vai abrir um projeto em Brumadinho’. Eu nunca pensei em abrir um projeto, mas já tinha visto como as crianças estavam abaladas, perdidas e com medo. Então comecei a perguntar para os moradores”, relatou ao Gospel Prime.

Ele afirma que anotou todas as respostas que recebeu e mesmo sem dinheiro, após orar, alugou uma casa pedindo um prazo para pagar o primeiro mês. DaCampo diz que começou a orar pedindo para Deus mover pessoas para ajudar na abertura do “Somos”.

Convertido desde 2017, o missionário é membro da Igreja Maravilhosa Graça, de Belo Horizonte (MG), mas acabou mudando-se para Brumadinho para dar continuidade ao projeto social, que atualmente cuida de 35 crianças com oficinas de violão, teclado, inglês, reforço escolar, escola dominical, além de ajuda com alfabetização para adultos.

Milagres

DaCampo descreve o projeto como um milagre, pois afirma que não teria recursos para fazer nada, mas que pessoas começaram a se mover para ajudar, oferecendo doações, ofertas e se voluntariando para servir a comunidade. Segundo ele conta, o Somos tornou-se também uma base missionária, já tendo passado por lá mais de 500 voluntários, sendo que atualmente são 5 que vivem com ele no local.

“Penso o seguinte: Se você anda na agenda que Deus tem para você, quem te banca é Deus. Se você anda na agenda que você tem para você, então quem te banca é você mesmo. A Missão Somos vive na total dependência de Deus, cada mês um milagre diferente, não temos mantenedores fixos, nem ajuda da Vale ou do governo. Deus tem tocado pessoas para nos ajudar e a cada mês acontece algo novo e louco”, testemunhou.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending