Siga-nos!

Internacional

Ministro do Irã admite que o cristianismo está se espalhando no país

Questionados sobre a mudança, ex-muçulmanos alegam buscar uma religião de paz

Avatar

Publicado

em

Mahmoud Alavi. (Foto: Iran Wire)
Publicidade


O ministro da inteligência do Irã, Mahmoud Alavi, admitiu publicamente pela primeira vez que o cristianismo está se espalhando por algumas partes do país.

A declaração foi feita na frente de vários clérigos xiitas muçulmanos para quem ele explicou que esses convertidos “são pessoas comuns”.

Publicidade

Leia mais...

O ministro revelou que alguns desses novos convertidos foram questionados sobre o motivo para mudarem de religião.

“Alguns deles disseram que estavam procurando uma religião que lhes desse paz. Dissemos a eles que o islã é a religião da fraternidade e da paz. Eles responderam dizendo: ‘Todo o tempo vemos clérigos muçulmanos e aqueles que pregam do púlpito falar uns contra os outros. Se o Islã é a religião da cordialidade, então antes de qualquer outra coisa, deve haver cordialidade e paz entre os próprios clérigos'”, relevou de acordo com o Iran Wire.

Publicidade

Ao que tudo indica, os líderes muçulmanos estão inconformados com este crescimento de cristãos na República Islâmica do Irã e estão cobrando as autoridades para que tomem providências.

Ao respondê-los, o ministro declarou que “não é tarefa da comunidade de inteligência encontrar as raízes dessas conversões do Islã”.




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


Comente!
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending