Siga-nos!

Política

Militantes do PT invadem igreja católica aos gritos de “Lula livre”

Ato não teve apoio de líderes da Igreja Católica.

em

Petistas gritam "Lula livre" em igreja católica. (Foto: Reprodução / Twitter)

Durante um evento no último domingo (21) na Igreja Matriz de Santo Antônio, um grupo de militantes do PT invadiu o local aos gritos de “Lula livre”. O ato de desrespeito foi filmado por pessoas presentes no local, algumas teriam sido hostilizadas.

A presença dos militantes foi durante o Festival de Inverno de Garanhuns, que desde 1991 é celebrado na igreja. Apesar de ter sido compartilhada como sendo uma “manifestação espontânea”, o ato não teve apoio dos líderes católicos.

O senador Humberto Costa (PT-PE) comemorou a manifestação, afirmando que tratava-se de uma missa. Ele chegou a compartilhar no Twitter um trecho do vídeo onde os gritos pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ecoaram no templo católico.

“Pense numa missa linda”, comemorou Humberto, que é um dos ferrenhos defensores de Lula, que foi preso por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato.

O senador constantemente aparece criticando as autoridades que condenaram o ex-presidente.

Em nota, o bispo Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa esclareceu que no momento em que ouve o ato, a igreja estava sob responsabilidade da Secretaria de Cultura de Pernambuco. O ato petista, portanto, não ocorreu durante uma cerimônia religiosa.

“Causam-me espanto e surpresa que alguns cristãos sejam capazes de distorcer os fatos e espalhar calúnias”, escreveu o bispo.

“Não temos condições de controlar as possíveis manifestações do público, sejam de aplauso, repúdio ou de outro tipo. O pároco da catedral não teve nenhuma participação nos fatos. Nesse momento, a igreja estava entregue à Secretaria de Cultura de Pernambuco”, acrescentou, segundo O Antagonista.

Publicidade