Siga-nos!

Mundo Cristão

Mesmo perseguida, Asia Bibi deseja voltar ao Paquistão

Família pode ganhar asilo na França.

em

Asia Bibi e família. (Foto: Michel Euler / AP)

Em visita à França, a cristã paquistanesa Asia Bibi demonstrou seu desejo de voltar para sua terra, onde ficou oito anos no corredor da morte por acusações falsas de blasfêmia.

Morando no Canadá com seu esposo e filhos, Asia Bibi disse que não consegue se acostumar com o clima frio do país, nem consegue se comunicar nas duas línguas oficiais: inglês e francês.

Ela disse também que sente falta de receber suas irmãs, irmão, pai e sogros em sua casa. Mas acima de tudo, que sente falta da “minha cultura e minha comida!”.

Ela está esperançosa de que as coisas mudem para permitir que ela e sua família – seu marido, Ashiq, 58, e suas filhas Eisham, 20, e Eisha, 21, que é deficiente – retornem ao Paquistão um dia. O casal tem outros três filhos que não foram para o Canadá.

“Realmente espero, do mesmo jeito que mantive a esperança, quando estava na prisão, de que um dia eu estaria livre”, disse Bibi.

Ao contar sua história, declarou que jamais cometeu blasfêmia, mas que foi acusada injustamente.

“Eu nem consigo pensar em insultar qualquer profeta. Eu não disse nada. Era tudo sobre um copo de água”, afirmou ela, segundo informações do The Guardian.

Seu futuro no Canadá é incerto, a União Europeia está trabalhando muito no seu caso e ela e sua família provavelmente morarão na França.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE