Siga-nos!

Política

Marcelo Bretas desmente fake news d’O Globo: “Não serei candidato”

Juiz evangélico diz que informação é “falsa e difamatória”.

Michael Caceres

em

Marcelo Bretas. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, no Rio de Janeiro, desmentiu o que chamou de “fake news” divulgada pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Jadim sugere que o juiz poderia sair como candidato pelo partido de Marcelo Crivella, o Republicanos, à Prefeitura do Rio de Janeiro, enquanto o bispo licenciado abriria mão da reeleição.

Através do Twitter, Bretas desmentiu a informação, classificando como “falsa e difamatória”. “Jamais participei de conversas como indicado no texto e, pela ‘enésima vez’, NÃO SEREI CANDIDATO A NENHUM CARGO POLÍTICO”, disse.

A publicação de Lauro Jardim é vista como uma tentativa de manchar a imagem do juiz, que é evangélico e já foi comparado com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Bretas é um dos nomes fortes para ocupar uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), como representante do segmento evangélico.

Lauro Jardim afirma na matéria que “conversas iniciais com todos os personagens já foram feitas”, sugerindo interesse político do juiz, o que implicaria em punição para ele no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O juiz carioca tornou-se alvo de uma campanha de difamação por parte da esquerda, visando desqualificá-lo para os julgamentos de políticos envolvidos em corrupção e até impedi-lo de chegar ao STF.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE