Siga-nos!

Ciência & Saúde

Malafaia rebate Marcos Pontes sobre “ciência e religião não se misturar”

Religioso listou leis da ciência que podem validar a criação

Publicado

em

Silas Malafaia


O pastor Silas Malafaia usou o Twitter nesta quinta-feira (10) para refutar a afirmação do ministro Marcos Pontes que declarou à imprensa “que não se pode misturar ciência e religião”.

O líder religioso, formado em Psicologia, escreveu que a teoria da evolução não pode ser comprovada, logo, não é uma lei da ciência.

“Se a teoria da evolução fosse verdade comprovada, se chamaria lei da evolução. As leis da ciência são verdades comprovadas que não mudam. As teorias são verdades relativas que podem mudar a qualquer hora”, escreveu.

Malafaia citou a 1ª e 2ª lei da termodinâmica, a lei da causa e efeito e a lei da gravidade como leis da ciência que são comprovadas. “Evolução não passa de uma teoria. As leis são comprovadas pelo experimento, não simplesmente por hipótese”, completou.

“Se a criação é uma teoria, a da evolução é pior ainda”, continua o religioso. “Existem mais evidência na natureza para a criação do que para a evolução. Submeta as duas às seguintes leis e você verá. As leis da biogêneses, causa e efeito e a 2ª lei da termodinâmica. O resto é conversa”.

Malafaia ainda citou a descoberta do código genético, em 1856, que afirma que as características de uma espécie são transferidas para as gerações futuras da mesma espécie. “Isso é ciência, não falácia teórica”, completou.

“A teoria da evolução tem mais de religião do que de ciência, como não tem comprovação, você precisa acreditar nela, com um detalhe, tem que ter mais fé do que acreditar na criação. Tudo veio do nada, passou por processos que ninguém sabe”, ironizou.



Publicidade
Publicidade