Siga-nos!

Política

Malafaia promete fazer campanha contra deputado que apoiar CPMF

O líder evangélico é contra o imposto e contra a promessa de isenção de igrejas e templos religiosos

Publicado

em



O pastor Silas Malafaia está inconformado com o pedido feito pela presidente Dilma Rousseff aos líderes evangélicos que se encontraram com ela na semana passada referente ao apoio a volta da CPMF.

A pedido do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), alguns líderes evangélicos foram até Brasília se encontrar com a presidente e oferecer apoio em troca da isenção do imposto para templos religiosos.

Malafaia é contra a CPMF e deixou claro que se ela for aprovada as igrejas e demais religiões devem sim pagar pelo imposto. Para ele o encontro deixou os evangélicos em maus lençóis, pois se a isenção do imposto for aprovada com apoio da bancada religiosa – mesmo beneficiando todas as religiões – apenas os evangélicos serão considerados culpados.

“Cai no nosso colo uma coisa que não é só nossa, porque quando você pede isenção para igrejas não é só para nós, mas para todas as religiões”, disse ele lembrando que a Constituição já garante isenção de impostos para templos religiosos.

Por isso o pastor assembleiano gravou um vídeo dizendo que irá dizer em seu programa o nome de todos os deputados evangélicos que votarem a favor da CPMF. “O deputado evangélico que apoiar essa porcaria eu vou dizer o nome no meu programa e vou pedir para que os evangélicos não votem mais neles”, afirma.

“Eu sou contra beneficiar as religiões”, afirma Malafaia. “Chega, o que passar disso [imunidade tributária da Constituição] é palhaçada!”.

Essa não é a primeira vez que o apresentador do programa Vitória em Cristo se posiciona sobre o tema. Na semana passada ele falou que é contra a atitude do senador Crivella, ligado à Igreja Universal, por reunir esses líderes para apoiarem a volta da CPMF.

Assista:
[youtube code=”GnREQ6N_jU4″]



Publicidade
Publicidade